ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 18º

Capital

Apenas quatro dias de frio foram suficientes para esgotar aquecedores na Capital

Para enfrentar o clima rigoroso, clientes só conseguem comprar o aparelho pela internet

Por Karine Alencar e Gabrielle Tavares | 19/05/2022 16:45
Vendedor mostra último aquecedor que sobrou do estoque (Foto: Kísie Ainoã)
Vendedor mostra último aquecedor que sobrou do estoque (Foto: Kísie Ainoã)

Apenas quatro dias de temperaturas amenas em Campo Grande, foram o suficientes para levar a população a uma correria atrás de aquecedores de ar para enfrentar o clima rigoroso, e acabaram esgotando os estoques de alguns lojistas em menos de uma semana.

Típica campo-grandense, Natália Zambillo de 31 anos, que trabalha como revisora, conta que nunca pensa em se preparar para o inverno, e todo ano ensaia para comprar o aparelho quando os termômetros registram quedas, mas desta vez chegou tarde demais na loja.

"Ontem eu e meu marido fomos comprar e não achamos mais, passamos em umas quatro lojas, mas agora só encomendando, não tinha em lugar nenhum. Vamos pedir pela internet. Decidi que vou comprar mesmo, porque já era pra eu ter feito isso no inverno passado, ai a gente deixa para depois e acaba se esquecendo, e não se preparando para o frio", relata.

O gerente da loja Gazin, localizada na Rua 14 de Julho, Centro da Cidade, conta que quase não vende o produto devido ao calor predominante durante todo o ano. No entanto, o aquecedor segue disponível para compras pela internet, onde os clientes estão tendo de recorrer.

Modelo de aquecedor vendido pela Leroy Merlin. (Foto: Reprodução)
Modelo de aquecedor vendido pela Leroy Merlin. (Foto: Reprodução)

Victor Gottardo de 23 anos, vendedor de uma loja do Camelódromo, relata que até tentou se preparar para a época que antecede o inverno, mas as duas dezenas de aparelhos que estocou não foram suficientes.

"Compramos 20 para deixar em estoque, mas acabou tudo, esse é o último. Mesmo custando R$ 300 as pessoas não se intimidam e compram para não passarem frio. Agora pedimos reposição está em falta até na fábrica", detalha o comerciante que trabalha no setor há 7 anos. Segundo ele, o cenário é o mesmo todas as temporadas. "Quando chega o frio acaba super rápido", destaca.

A Leroy Merlin também é opção para quem está à procura de aquecedor. A loja tem diversas opções de aparelhos portáteis ou de parede, para ninguém passar frio no inverno da Capital. O que não falta é variedade nas compras pela internet, confira aqui.

Loja tem até versões de aquecedores de parede. (Foto: Reprodução)
Loja tem até versões de aquecedores de parede. (Foto: Reprodução)

 Nesta terça-feira (17), Campo Grande registrou a temperatura mais baixa do ano. Quando a sensação térmica chegou a 2°C. De acordo com o Meteorologista da Uniderp, Natálio Abrahão, na quarta-feira (18), os termômetros foram aos 7°C com a sensação térmica de 2°C.

Desde o início, a menor temperatura já registrada na Capital havia sido em 11° C. Enquanto no interior no Estado, as máximas também não passaram dos 8° C, de acordo com comparativo de Natálio.

Nos siga no Google Notícias