A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

23/06/2014 10:02

Após mortes, procura aumenta e filas marcam vacinação contra a gripe

Aliny Mary Dias
Usuários fazem fila à espera de vacina no bairro Guanandi (Foto: Marcos Ermínio)Usuários fazem fila à espera de vacina no bairro Guanandi (Foto: Marcos Ermínio)

Há seis dias, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) liberou para toda a população 20 mil doses da vacina contra o vírus influenza e a procura só tem aumentado, principalmente depois da confirmação da segunda morte pela doença, na última quarta-feira (18). Em alguns postos, em um dia 750 pessoas foram imunizadas.

Nesta segunda-feira (23), o Campo Grande News percorreu alguns postos de saúde da Capital e o cenário é de filas longas. Na UBS (Unidade Básica de Saúde) Dona Neta, no bairro Guanandi, dezenas de pessoas procuram a sala de vacinação e uma longa fila se forma durante todo o dia e só termina às 17 hora, horário de fechamento da unidade.

O mesmo acontece na UBS do bairro Tiradentes. As filas imensas registradas desde que 900 doses foram liberadas para o local só não se repetiram nesta manhã porque as vacinas acabaram. Segundo a direção do posto, o técnico responsável pela aplicação das vacinas foi em busca de mais doses e a vacinação será retomada ainda hoje.

À espera da imunização está Rose Riva, 33 anos, ela conta que tomou a vacina em 2010 e desde então nunca mais se preocupou. Porém, depois da liberação das 20 mil doses ela não pensou duas vezes e aguarda a chegada das vacinas no bairro Tiradentes.

Rose tomou vacina em 2010 e agora quer ficar imunizada (Foto: Marcos Ermínio)Rose tomou vacina em 2010 e agora quer ficar imunizada (Foto: Marcos Ermínio)

“Eu acho muito importante ficar imunizado, cheguei aqui e disseram que as vacinas tinham acabado, eu vou esperar, mas se demorar volta de tarde”, conta.

Outra que pretende imunizar o filho de 5 meses e também receber a vacina é a estudante Juliana Lima, 19 anos. Ela foi ao posto assim que soube da disponibilização das doses e agora espera poder voltar para casa protegida da doença. “Se eu não conseguir, pelo menos espero vacinar meu filho”, diz.

Durante os fins de semana, quando as UBS não abre, os campo-grandenses recorrem aos CRS (Centro Regional de Saúde). Na unidade Enio Cunha, situada na Avenida Manoel da Costa Lima, só no último sábado (21) foram aplicadas 750 doses da vacina contra o vírus da gripe.

Conforme a Sesau, o levantamento de quantas doses da vacina ainda restam em Campo Grande deve ser feito ainda hoje. Em todo o Estado, seis pessoas já morreram vítimas da gripe.

Liberação – Depois de atingir 85% do público-alvo durante a campanha contra a gripe, que precisou ser prorrogada quatro vezes, a secretaria decidiu distribuir as 20 mil doses que sobraram. Não há prazo para término da imunização, tudo depende do estoque das doses.

Qualquer um pode ser imunizado, desde que nunca tenha tido reação alérgica à vacina, e o medicamento faz efeito 15 dias depois de aplicado. As unidades funcionam das 7h às 11h e das 13h às 17h. Aos finais de semanas, a vacinação acontece no mesmo horário nos Centros Regionais de Saúde.

Em unidades básicas de saúde, atendimentos são das 7h às 17h (Foto: Marcos Ermínio)Em unidades básicas de saúde, atendimentos são das 7h às 17h (Foto: Marcos Ermínio)
Gripe mata mulher 1h20 após dar entrada em posto; 2ª morte na cidade
Uma mulher de 35 anos, que morreu uma hora e 20 minutos após dar entrada no Centro Regional de Saúde do Bairro Tiradentes, é a segunda vítima da grip...
Após atingir meta, prefeitura libera 20 mil doses de vacina contra a gripe
Após atingir a meta da campanha nacional de vacinação contra a gripe, a Prefeitura de Campo Grande abriu à população em geral a oportunidade de se im...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions