ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  16    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Armado, homem ameaça ex e foge com filho, mas é contido com spray de pimenta

Os policiais foram chamados por vizinhos, que viram o suspeito armado em frente a casa da ex-mulher

Por Geisy Garnes | 22/09/2021 09:49
O suspeito foi levado para a Casa da Mulher Brasileira, onde foi preso. (Foto: Henrique Kawaminami)
O suspeito foi levado para a Casa da Mulher Brasileira, onde foi preso. (Foto: Henrique Kawaminami)

Armado com um revólver, um homem de 32 anos fez ameaças a ex-mulher e tentou fugir a pé levando o filho de 11 anos, no Parque do Lageado, em Campo Grande, na noite desta terça-feira (21). Ele chegou a se esconder em um matagal para escapar da polícia, mas foi encontrado, contido com spray de pimenta e preso.

Os policiais foram chamados por vizinhos, que viram o suspeito armado em frente a casa da ex-mulher. Segundo os relatos, ele ameaça atirar nos moradores e matar a mulher com quem foi casado e possui um filho de 11 anos.

Com arma em punho, ele gritou ameaças, causou confusão na rua e tirou o filho da casa da mãe. Saiu a pé com a crianças pelo bairro, para se afastar da ex-mulher. Quando os policiais militares chegaram, descobriram que o suspeito estava na rua de baixo, a Silvio Selingardi, e foram ao local.

Logo, se depararam com o homem. Ao ouvir ordem de parada, o suspeito correu por 200 metros em direção a um terreno de mata fechada, mas foi perseguido e encontrado escondido no meio da vegetação. Imediatamente, recebeu voz de prisão e reagiu. Entrou em luta com a equipe, que usou spray pimenta de espuma para contê-lo.

Ele então foi algemado e retirado do matagal. Mesmo preso, ele se negou a entrar no compartimento da viatura, causando uma nova confusão. Segundo o relato policial, o homem se debateu, deu chutes e cabeçadas nas grades. No caminho até a delegacia, ameaçou os militares de morte. “Vou pegar vocês lá fora, eu sei onde vocês moram, polícia de merda”, teria dito.

A mulher contou aos policiais que tem medida protetiva contra o ex-marido e, por isso, ele sequer podia ir a sua casa. A arma usada nas ameaças não foi encontrada. As equipes chegaram a fazer buscas na região para recuperá-la, mas o próprio filho do autor relatou que o pai entregou o revólver a um outro homem, que fugiu do local.

O caso foi registrado na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) como resistência.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário