A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

31/03/2015 09:24

Assassino de auxiliar de enfermagem continua foragido após mais de 1 ano

Renan Nucci
Hodair foi encontrado morto no apartamento onde morava. (Foto: Marcos Ermínio)Hodair foi encontrado morto no apartamento onde morava. (Foto: Marcos Ermínio)

Passado mais de um ano, a morte do auxiliar de enfermagem Hodair Fagundes Adorno, 36 anos, segue impune. O delegado Miguel Said, da 1ª Delegacia de Polícia de Campo Grande, responsável pelas investigações, representou pela prisão do principal suspeito há cerca de 11 meses, mas até o momento não obteve resposta da justiça.

Hodair foi encontrado morto a facadas na manhã de 26 de janeiro de 2014, em seu apartamento localizado na Avenida Noroeste, próximo à Rua Antônio Maria Coelho, no Bairro Cabreúva. Ele estava desaparecido há cerca de quatros dias. O vizinho, um eletricista de 36 anos, estranhou o cheiro forte vindo do apartamento ao lado e acionou as autoridades. No local do crime havia bitucas de cigarro e indícios do consumo de crack.

O suspeito seria um suposto namorado do auxiliar, porém, o delegado não confirma detalhes sobre a autoria. “Já temos um suspeito, mas ainda aguardamos resposta da justiça. O pedido de prisão foi expedido em abril do ano passado”, relatou, lembrando que durante este tempo, a polícia não deixou de atuar no caso. Os mistérios quanto ao paradeiro do assassino e à motivação do crime continuam.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions