ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  27    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Associação de bares e restaurantes é contra toque de recolher antes das 00h

Para presidente da instituição, horário estabelecido por prefeito é o limite para que setor não padeça

Por Ana Oshiro | 26/11/2020 11:29
Bar, em junho deste ano, com mesas lotadas em meio à pandemia (Foto: Arquivo/Henrique Kawaminami)
Bar, em junho deste ano, com mesas lotadas em meio à pandemia (Foto: Arquivo/Henrique Kawaminami)

Juliano Wertheimer, presidente da Abrasel MS (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Mato Grosso do Sul), diz que está trabalhando para que horário do toque de recolher, que começa à meia noite de amanhã (27), não se torne ainda mais restritivo.

"As casas noturnas vão ser diretamente afetadas com o fechamento à meia-noite, infelizmente esse setor vai padecer nesse período de 15 dias de toque de recolher. Para bares e restaurantes é o horário limite, onde eles conseguem operar, atender os clientes, fechar as contas e dispensar todo mundo até meia-noite. Qualquer horário mais restritivo que isso não é possível manter a empresa aberta", defende Juliano.

Em reunião, realizada no fim da tarde de ontem (25), entre SES (Secretaria Estadual de Saúde) e Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Geraldo Resende, secretário da SES, defendeu que o toque de recolher comece a partir das 20h, mas a prefeitura não deu um parecer sobre iniciar a medida restritiva mais cedo.

Para Juliano, o toque de recolher é uma medida paliativa, para tentar restringir um pouco mais a propagação do covid sem sacrificar muito o setor comercial que atua no período noturno, que já acumula contas atrasadas nesses oito meses de pandemia em Mato Grosso do Sul.

Presidente da Abrasel ainda diz que a situação de Campo Grande está controlada, pois todos do setor estão respeitando os protocolos estabelecidos, e a Abrasel reforça constantemente que seus associados redobrem a atenção.

Presidente da Abrasel participou de reunião com prefeito na manhã de ontem (Foto: Ana Oshiro)
Presidente da Abrasel participou de reunião com prefeito na manhã de ontem (Foto: Ana Oshiro)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário