A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

05/10/2016 13:31

Assustada com repercussão de vídeo, mãe tira jovem espancado de casa

Guilherme Henri e Willian Leite
Jhonny aplica um golpe mata leão na vítima, que em seguida desmaia (Foto: Reprodução)Jhonny aplica um golpe "mata leão" na vítima, que em seguida desmaia (Foto: Reprodução)

Assustada com a repercussão do caso, a mãe do jovem de 18 anos, que foi espancado por dois rapazes achou melhor retirar o filho da residência da família, localizada no bairro Cophatrabalho, em Campo Grande.

A mulher, que preferiu não ter a identidade revelada, contou que desde que o vídeo das agressões vazou, por meio do WhatsApp, o menino não para de receber visitas e para preservá-lo, os familiares decidiram enviar a vítima a outro local, que não foi informado por ela. “Recebemos até a visita de parentes dos agressores. Ninguém fez ameaças, eles perguntaram apenas o estado de saúde do meu filho, porém fiquei assustada, pois não sei como conseguiram nosso endereço”, desabafa.

Ainda segundo a mulher, a família é humilde e não tem condições de arcar com um advogado. “Estamos com medo de toda essa repercussão e alguém querer cobrar algo de nós. Meu filho está com medo até de ir a escola.”, disse.

Selvageria - O ataque aconteceu no dia 18 de setembro, na Vila Jacy e foi registrado pela polícia seis dias depois. Mas, só nesta terça-feira o delegado Fabiano Nagata, da 1ª DP (Delegacia de Polícia) falou sobre a investigação, depois que o vídeo veio à tona em grupos de WhatsApp.

As imagens mostram Jhonny Holsback, 19 e Alessandro Ronaldo Mosca Junior, 21 agredindo o rapaz, que chega a desmaiar. No vídeo, uma pessoa que assiste a confusão pede para que os comparsas parem de chutar e socar a vítima. Ela grita: “não mata ele, não”. Os dois são investigados por tentativa de homicídio.

A vítima é agredida com socos e chutes por dois rapazes enquanto outros cinco assistem sem fazer nada (Foto: Reprodução)A vítima é agredida com socos e chutes por dois rapazes enquanto outros cinco assistem sem fazer nada (Foto: Reprodução)

A vítima e os suspeitos já foram ouvidos pela polícia. O rapaz que apanhou confessou ter urinado em uma das rodas do carro do agressor.

O advogado Ronye Mattos, que faz a defesa de Jhonny dá outra versão para os fatos. A vítima teria subido no carro de Jhonny e então urinado. “Meu cliente estava com a namorada e ficou muito nervoso quando se deparou com o rapaz vandalizando o patrimônio dele. Estou interpretando isso como legítima defesa, defesa da honra”, alegou.

Porém, o defensor revelou que o suspeito já se desculpou com o jovem afirmando que está arrependido pelo que fez.

Repercussão – o vídeo das agressões circula pelas redes sociais e, em todo o Brasil, revoltou muita gente e despertou um senso de Justiça em quem a agora pensa e se organiza em “dar o troco” no agressor.

No Facebook, um usuário criou uma página chamada ‘Jhonny Holsback – O Agressor’, segundo ele, com objetivo de divulgar informações sobre o rapaz. Em um post, o criador da página afirma que quer ajudar a polícia e lembra: “não faço apologia ao crime”.

Entre os usuários desta mesma página, revolta e ameaças são expostas em comentários do tipo: “Covarde, seu destino está selado, não merece nada menos que a morte”; “Tem mais que levar porrada mesmo!”; “Ele deve morrer, não merece o ar que respira”, escreveram.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions