A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2020

25/01/2020 16:24

Ataque de pitbull em praça foi legítima defesa, diz dono do animal

Jovem de 20 anos conta que falou "pega Iron" para se defender de homem em praça da Vila Moreninha 2

Gabriel Neris
Praça na Moreninha 2 onde ocorreu a confusão com pitbull (Foto: Marcos Maluf)Praça na Moreninha 2 onde ocorreu a confusão com pitbull (Foto: Marcos Maluf)

O dono do pitbull que atacou um homem na noite de sexta-feira (25) durante briga na praça da Rua Barreiras, na Vila Moreninha 2, disse que “mandou o cachorro pegar”, mas defende que o rapaz, de 40 anos, estava alterado e que antes da confusão o animal, sem coleira, correu somente atrás da bola usada por crianças que estavam no local.

O rapaz, de 20 anos, relata que estava com a namorada e dois animais, um deles o pitbull, de nome Iron, todos distantes da quadra de areia onde estavam as crianças. Em determinando momento o cão vai atrás da bola. “Meu cachorro é super dócil. Viu a bola e foi em direção à bola, não foi atacar ninguém. Gritei, ele voltou para trás”, conta.

A partir daí, o rapaz de 40 anos foi para cima do jovem, alterado, segundo ele. “Cheguei no peito dele. Mas o tempo todo [o cão] estava atrás de mim. O cara foi se afastando e eu tocando ele. Me acertou um, dois socos. Quando ele foi dá [mais um soco], o sangue já estava quente, eu mandei o cachorro pegar. Falei ‘pega Iron’. O cachorro olhou para mim, ele pulou no braço certinho me defendendo do soco”, relatou.

O rapaz ainda contou que os ferimentos na cabeça da vítima foram provocados por ele e não pelo animal. O jovem disse também que o homem segurou o animal pelas orelhas, quando houve novo início de confusão entre os dois.

A namorada do jovem relatou que antes de toda a confusão, o animal estava de coleira e foi solto somente no momento de brincar com o pneu.

No boletim de ocorrência, o rapaz atacado conta que o animal tentou atacar as crianças, mas conseguiu afastá-las e que em seguida por tirar satisfação com o dono do animal, dando início a confusão.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento) Cepol como omissão de cautela na guarda ou condução de animais e lesão corporal culposa.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp


Acredito que todos os donos que amam seus cães, poderiam adestrá-los diretamente em sua casa. Eu por exemplo, estou fazendo isso aos poucos e está dando muito certo.
Veja neste link: https://go.hotmart.com/X15653285V
 
LP em 26/01/2020 23:25:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions