A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

14/08/2013 06:58

Bairro mais distante fica a 27 km do Centro e carta só uma vez por semana

Lidiane Kober
Com cara de interior, Chácara das Mansões cativa moradores (Fotos: Cléber Géllio)Com cara de interior, Chácara das Mansões cativa moradores (Fotos: Cléber Géllio)
Bairro mais distante fica a 27 km do Centro e carta só uma vez por semana

Com cara de interior, o Bairro Chácara das Mansões, com cerca de 2,5 mil moradores, fica a 27 quilômetros do centro de Campo Grande e correspondências só chegam uma vez por semana. Lá é preciso procurar lugar estratégico a fim de encontrar sinal de celular e “gritar” por uma carona amiga para chegar ao posto de saúde mais próximo. O lazer praticamente não existe e só há uma rua de asfalto. Apesar das dificuldades, a maioria nem pensa em deixar o sossego para morar mais próximo da área central.

O acesso se dá pela BR-163, passando a Cidade das Abelhas. A rodovia acaba agilizando a “viagem” ao Centro da Capital. Quem tem carro leva em média meia hora para chegar à Praça Ary Coelho. Agora, quem depende de ônibus perde até duas horas para chegar ao destino final. O transporte passa três vezes por dia no bairro e, quem não gosta de perder tempo, embarca no das 6h30, que é o mais rápido.

Mesmo assim, quem tem filho não sai despreparado de casa. Mãe de seis e avó de outros dois, Aparecida da Silva, 38 anos, sai “de mala e cuia”. “Levo comida e agasalhos, porque tudo pode acontecer até o meu retorno, ainda mais com crianças”, comentou.

Para ir a shows, Wanderson disse que o jeito é pegar ônibus das 18h30 e voltar na madrugada do dia seguinte Para ir a shows, Wanderson disse que o jeito é pegar ônibus das 18h30 e voltar na madrugada do dia seguinte
Demercino destaca que no bairro não tem bandidagemDemercino destaca que no bairro não tem "bandidagem"

Ela mora há 19 anos no bairro e é apaixonada pelo local. “Aqui não tem violência, todo mundo conhece todo mundo, a gente dorme de porta aberta”, destacou. Mas, segundo Aparecida, nem tudo são flores. “A nossa maior dificuldade é levar os filhos e netos até o médico”, disse. O problema é unanimidade no bairro.

O posto de saúde mais próximo fica no Bairro Moreninha IV, distante 15 minutos da localidade. “Ainda bem que todo mundo aqui é amigo, então é só dar um grito para o vizinho acudir”, ressaltou Aparecida, que aciona amigos para conseguir chegar até o atendimento.

Caseiro a quatro anos de uma chácara, Demercino Moureira de Oliveira, 66 anos, mora sozinho e ponderou que, em caso de “coisa mais grave” não da tempo de aguardar o socorro de bombeiros ou do Samu. “A pessoa morre antes de eles chegarem”, avaliou.

Para minimizar o problema, o presidente da Associação dos Moradores do Bairro Chácara das Mansões, Edson Martins da Vida, 46 anos, pressiona o prefeito Alcides Bernal (PP) para levar pelo menos uma vez por semana atendimento médico à localidade. “Pagamos os mesmos impostos de quem mora no centro e o prefeito precisa governar para todos”, defendeu.

Aparecida adora o bairro, mas lamenta a dificuldade para chegar até o posto de saúde mais próximoAparecida adora o bairro, mas lamenta a dificuldade para chegar até o posto de saúde mais próximo

Às escuras - Ele frisou ainda que o bairro também não conta com agente de saúde e vive às escuras, por conta da iluminação precária. O caminhão do lixo passa três vezes por semana na localidade e o carteiro vem uma vez a cada sete dias e entrega as correspondências no “bolicho”, onde moradores vão retirá-las. “Às vezes a carta chega e a conta já venceu”, comentou Aparecida.

A distância também afasta a instalação de postos de pagamentos de conta, supermercados e lojas. A alternativa é ir às Moreninhas ou “viajar” até o centro. Por outro lado, três igrejas evangélicas e uma católica abriram sede no bairro, que também conta com uma escola municipal.

Dona de um pequeno supermercado, Ana Cleuza da Silva, 49 anos, fica de olho nas promoções das grandes redes para repor frutas e verduras, porque vendedores não vão até o bairro. Além disso, ela apela por mais rondas policiais e por mais alternativas de cursos. “Não troco aqui por nada, mas quem tem filho pequeno sofre por falta de opções de novos aprendizados”, ressaltou.

Presidente do bairro luta para garantir atendimento médico pelo menos uma vez por semanaPresidente do bairro luta para garantir atendimento médico pelo menos uma vez por semana

Lazer em falta – Se saúde é precária, lazer é ainda mais. Segundo o estudante, Wanderson Lucas Estanislau, 17 anos, a única opção é o Projeto Escola Viva, na Escola Municipal Dartesi Novais Caminha. “No sábado, tem jogo de futebol e, as vezes, abrem alguns cursos”, contou.

O bairro até tem o centro comunitário, mas, segundo Aparecida, o “mato tomou conta”. “O jeito é ficar em casa mesmo com a família”, comentou. O presidente do bairro confirma que lá o lazer se resume ao familiar e aos encontros nos botecos.

Quando da vontade de fazer algo diferente, como ir a um show, Wanderson disse que a alternativa é pegar o ônibus das 18h30 e voltar na madrugada do dia seguinte. “Às vezes a gente combina de um pai levar e rachamos a gasolina”, disse.

Apesar da falta de opções, o jovem é feliz onde mora. “Aqui tem pouca diversão, mas é muito mais tranquilo do que morar no centro”, destacou. “Adoro morar aqui, é muito gostoso e não tem bandidagem”, reforçou Demercino.

Ana Cleuza não troca a tranquilidade do bairro para morar mais perto do centroAna Cleuza não troca a tranquilidade do bairro para morar mais perto do centro


Aqui já foi bom, hoje não temos mais sossego, olhem os links abaixo e tire suas conclusões.
http://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/-preso-na-capital-envolvido-em-atentado-contra-gaeco
http://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/operacao-termina-com-apreensao-de-drogas-armas-e-oito-presos
http://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/preso-homem-acusado-de-matar-esposa-com-quatro-tiros-na-chacara-das-mansoes
http://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/motorista-foge-ao-ver-policia-e-abandona-carro-com-meia-tonelada-de-maconha
http://www.midiamax.com.br/noticias/789356-policia+prende+estuprador+bairro+chacara+mansoes.html
http://www.midiamax.com.br/impressao.php?id=839037
http://www.midiamax.com.br/view.php?pag=2&mat_id=806745#.Ug0fCdLVAf
 
Francisco Almeida em 15/08/2013 14:42:16
A reportagem foi muinto boa, porem, o bairro não é essa calmaria.
Aqui vivemos tempos de esquecimentos, badernas,estupos, roubos, furtos, drogas e consumo de alcool por crianças e adolecentes em bares sem nenhum tipo de fiscalização.
Aqui o trabalhador e cidadão de bem não consegue descansar devido aos barulhos provocados por sons dia e noite e ainda das motos com escapamentos sem silencioso, cortando giros e tirando racha. A calmaria acabou faz horas, e um inferno. visite e faça uma pesquisa com moradores nas chacaras e não nos bares.
E MUITO MAIS
 
ivanete boldori em 15/08/2013 13:32:39
morei 15 anos neste bairro vim morar mais perto do centro pois lá não tem muitas oportunidades de trabalho e o passe para vim trabalhar era 4.75 a um mês que abaixou a tarifa pois tudo se torna difícil sofro de asma e para melhor tive que ficar perto de atendimento,esse bairro sempre foi esquecido em tudo gostaria que o novo prefeito mudasse essa situação.
 
faihana mendes em 14/08/2013 18:41:05
Conheço muitooo bem, especialmente o bar do Cabra Véio, rsrs.
 
nandialla aranda em 14/08/2013 16:15:01
Reclamações pontuais devem ser registradas via Central de Atendimento dos Correios. Por telefone: 0800 725 0100 - número válido para todo o Brasil; ou pelo site dos Correios: www.correios.com.br, item "Fale Com os Correios", ou pelo link: http://www.correios.com.br/servicos/falecomoscorreios/default.cfm
 
Assessoria de Comunicação dos Correios - Regional Mato Grosso do Sul em 14/08/2013 14:27:49
Olha, se tiver uns bons políticos interessados em trabalhar nas melhorias e zelo por esse bairro aí, realmente poderá se transformar num bairro que poderíamos dizer "planejado", pois essas dificuldades apresentadas na matéria, não são de difícil solução! Basta uma iniciativa, um bom estudo, e estratégia para torná-lo melhor sim...
 
Marcello Batio em 14/08/2013 12:37:45
Eu ainda prefiro Paris...
 
Danilo Aquino em 14/08/2013 12:15:28
É um ótimo lugar para morar, mas precisamos que o Prefeito olhe por esse Bairro com carinho, pois o asfalto que existe, foi feito na administração do Prefeito Levy Dias e o Presidente da Associação Comercial o saudoso Nelson Borges de Barros. Onde andam os Presidentes da Associação Comercial que não reivindicam o recapeamento desse asfalto?,
pois esse asfalto vai beneficiar o Clube da Associação.
 
Dalmario Coelho em 14/08/2013 12:00:44
Mudei para a chácara das mansões a pouco tempo,mais já aprendi a gosta deste bairro. Confesso que no começo achava qur não ia me acostuma por ser um bairro distante longe de tudo,mais as pessoas que aqui moram e o bem estar que a natureza traz me motivaram a continuar aqui. O problema que mais afeta os moradores daqui, é a falta de um posto de saúde e a grande falta de laser para as pessoas que aqui vivem... Acho k o prefeito pensa que a chácara das mansões é um município independente que não faz parte de Campo grande,mais quando é época de eleições ele lembra que os moradores deste bairro são importantes para suas candidaturas... Peço que o prefeito se importe com nós moradores da Chácara das Mansões, porque aqui vivem famílias que necessitam de muita ajuda e de um bairro melhor para se viver...
 
Anderson Pereira da Silva em 14/08/2013 11:33:54
Já morei lá, nas Chacaras das Mansões, muito verde, tranquilidade, só não volto para lá, por causa do meu serviço, mais quem puder que vai morar lá, la ainda tem chacaras por apenas R$ 70.000,00 muito barato, um abraço aos meus amigos que la moram
 
Jorge Amorim em 14/08/2013 10:31:49
Neste lugar está o lar sossegado que meus pais encontraram. É realmente uma delícia passar os finais de semana perto de tanta natureza.
 
Glauci Lima em 14/08/2013 09:48:28
Nossa! Que coisa!...O meu bairro (vila Marly) nem tem essa distancia, fica a cinco minutos do centro, e a correspondência também e so uma vez na semana....sera que é normal?
 
Lourdes Jesus em 14/08/2013 09:24:41
troquei morar no centro para morar neste bairro, pois encontrei uma paz muito grande, um verdadeiro paraíso, mas precisa melhorar a correspondência que não chega e a saúde não tem onde as pessoas principalmente os idosos que não tem como se locomover, precisa de uma praça que tem tantos terrenos da prefeitura la e melhorar a pavimentação das ruas, fazer um patrolamento e cascalhar, acho que não precisamos fazer protesto por tao pouco, como diz o nosso prefeito o bem estar das pessoas em primeiro lugar.
 
osvaldo alvees pinto em 14/08/2013 09:10:50
Vivi ótimos momentos da minha vida lá,o que restou é saudade.
 
Alexandre Rodrigues em 14/08/2013 08:53:12
Esse lugar é bom demais ;))
 
Argos Camilo Silva em 14/08/2013 08:18:13
Lugar muito bom para morar, porém a distância até o centro não são 27 km, mas sim 14 km...
 
Lucas Almeida em 14/08/2013 08:10:18
Lugar excelente pra morar, um sossego longe do transito caótico da cidade, o perigo é só a BR 163.
 
Marcos Wild em 14/08/2013 07:53:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions