A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

02/06/2014 18:14

Bairro mais populoso faz 25 anos oferecendo de tudo, até tabacaria

Filipe Prado
Com 25 anos de existência, os Aero Rancho tem de tudo, de lojas de roupas à tabacaria (Foto: Marcelo Victor)Com 25 anos de existência, os Aero Rancho tem de tudo, de lojas de roupas à tabacaria (Foto: Marcelo Victor)

Criado em 1989, o Aero Rancho completou 25 anos no dia 27 de maio. O bairro, que é considerado o maior de Campo Grande, com população de 36.057 pessoas, conforme o levantamento de 2010 do Sisgran (Sistema Municipal de Indicadores Georreferenciados para o Planejamento e a Gestão de Campo Grande), tem de tudo, desde lojas de roupas até tabacaria, deixando os moradores “independentes” da área central.

As lojas ficam espalhadas por todo o bairro, principalmente nas ruas Presidente Tancredo Neves e Rachel de Queiroz, onde o fluxo de pessoas é maior. “Tudo o que eu preciso eu encontro aqui”, comentou a autônoma Clenilce Domingos dos Santos, 55, moradora há 21 anos no bairro.

Ela caracterizou o bairro como uma mini cidade, pela quantidade de opções de lojas dentro do Aero Rancho. “A única coisa que ainda falta aqui são lugares para lazer, como um cinema”, reconheceu a autônoma.

A comerciante Cláudia de Almeida, 38, também é quase independente do centro de Campo Grande e realiza todas as suas compras no próprio bairro, menos ir a uma agência bancária. “Nós temos somente uma agência bancária, que é do Banco do Brasil, então pra ir a outra agência tenho que ir ao centro”, admitiu. Cláudia mora há 10 anos no bairro.

“Na criação do bairro ninguém queria morar aqui. Era bem desvalorizado, até chamavam o bairro de Aero Barro, pois não tinha asfalto, mas agora aqui desenvolveu bastante”, completou a comerciante.

Clenilce caracterizou o Aero Rancho como uma mini cidade (Foto: Marcelo Victor)Clenilce caracterizou o Aero Rancho como uma mini cidade (Foto: Marcelo Victor)
O Parque Airton Senna também é um dos destaques dos moradores (Foto: Marcelo Victor)O Parque Airton Senna também é um dos destaques dos moradores (Foto: Marcelo Victor)

Com toda esta praticidade, os moradores afirmaram que não pretendem sair do bairro. “Não saio daqui, só se for para morar em um sítio”, confessou Clenilce.

Outro diferencial do bairro foi a criação do Parque Airton Senna, fundado em 1994. Os moradores comemoraram a criação da área de lazer, que conta com várias atividades, como acadêmia ao ar livre, quadras poliesportivas, pista de caminhadas, entre outras atividades.

“Sempre que eu posso, vou caminhar dentro do parque. É ótimo”, destacou o cabeleireiro Pedro Gabriel de Oliveira, 59, que é um dos primeiros moradores do Aero Rancho. Ele afirmou que mora na região há 32 anos, sendo 18 na rua Rachel de Queiroz.

Ele disse que o bairro cresceu muito, desde a sua mudança. “Agora temos hospital, posto de saúde e asfalto”, enumerou o cabeleireiro. “Aqui não falta nada, pra mim está bom. Tem gente que reclama atoa, pois tem muitos bairros que estão mais feios que este”, observou o aposentado Antônio Alves, 66.

Mas nem todos os moradores são otimistas com a situação do bairro. Alguns moradores também relataram os problemas que ainda surgem pelo Aero Rancho. A falta de segurança é o problema mais citado pelos moradores.

“Aqui tem muita boca de fumo e isso faz acontecerem vários roubos pelo bairro. Então eu acho que ainda nos falta segurança”, analisou o comerciante João Lima Menezes, 43. O acesso a internet do bairro também passa por problemas. “Aqui só consigo internet a rádio, mas o sinal não é muito bom”, comentou.

O posto de saúde também entrou na lista de problemas dos moradores. A comerciante Cláudia afirmou que o atendimento é péssimo e isso quando eles conseguem ser atendidos. “É muita sorte”, relatou.

Mesmo com todos os problemas, os moradores não se arrependem de terem se mudado para o bairro e quem se mudou acaba voltando, como o professor de Taekowondo Valter da Silva, 33, que morou há seis anos no bairro, se mudou e há dois meses voltou para o Aero Rancho. “Não tenho previsão de sair daqui”, admitiu.

O professor Valter morou seis anos no bairro, se mudou e voltou ao Aero Rancho (Foto: Marcelo Victor)O professor Valter morou seis anos no bairro, se mudou e voltou ao Aero Rancho (Foto: Marcelo Victor)
Com tantas lojas, o Aero Rancho possui somente uma agência bancária (Foto: Marcelo Victor)Com tantas lojas, o Aero Rancho possui somente uma agência bancária (Foto: Marcelo Victor)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions