A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

06/10/2011 19:15

Bandidos mortos por policial tinham feito roubos de malote e em casas

Nadyenka Castro

Investigação da Derf indicou que o casal morto quando tentava mais um crime e os dois comparsas já tinham feito assaltos em duas casas e tentado roubo de pagamento de trabalhadores

Albert e Fagner, comparsas de Katiuscia e Celso, mortos por um policial militar durante tentativa de roubo. (Foto: João Garrigó)Albert e Fagner, comparsas de Katiuscia e Celso, mortos por um policial militar durante tentativa de roubo. (Foto: João Garrigó)

Investigação realizada pela Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos) constatou que Celso Abdias da Cunha Santos, 33 anos, e Katiuscia dos Santos, 22 anos, mortos por um policial militar no dia 26 de setembro deste ano já tinham feito dois roubos a residências e tentado roubar um malote.

O Núcleo de Inteligência da Derf verificou que havia registros de roubos com as mesmas características do que terminou com a morte do casal. Com estas informações aliadas às repassadas por Albert Cavalheiro da Silva e Fagner da Costa Alves, comparsas do casal e já presos, constataram que a quadrilha tinha feito outros assaltos.

Conforme a Derf, no dia 25 de agosto, por volta das 18h40min, Katiuscia, Celso e Albert renderam uma família na Vila Sobrinho, entraram na casa e roubaram diversos objetos.

No carro de Katiuscia, o trio saiu à procura de residências para assaltar e quando passavam por uma rua da Vila Sobrinho se depararam com um homem e uma criança lavando a calçada do imóvel e o portão do mesmo aberto.

Como a abordagem estava fácil, os três decidiram render o homem e a criança. As vítimas tiveram que entrar na casa e foram amarradas com cadarços e fios. Do local foram roubados equipamentos eletrônicos e diversos objetos pessoais.

O segundo roubo foi quase um mês depois, no dia 22 de setembro, por volta das 20 horas, em uma residência da Vila Alba. Katiuscia, Albert e outros dois bandidos identificados por enquanto pela Polícia como Macaco e Neguinho, renderam uma família que chegava ao local e abria o portão.

Do imóvel foram roubados eletrônicos e joias, tendo a fuga sido também no carro de Katiuscia. No veículo dela a Polícia encontrou uma arma de fogo escondida em um compartimento do painel.

A tentativa de roubo ao malote aconteceu no dia 26 de setembro. Albert, Fagner e Celso souberam que o encarregado de uma construção iria sacar R$ 12 mil para pagamento dos funcionários.

No entanto, eles renderam o alvo quando este entrava na agência bancária e ainda não havia sacado o montante. Mas, fugiram com documentos da vítima, os quais foram queimados nos fundos da casa de um dos autores. Os policiais realizam levantamentos para identificar o informante deste crime.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions