A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

29/06/2016 21:54

Bernal garante qualidade de uniformes e diz que críticas são "xenofobia"

Nyelder Rodrigues e Michel Faustino
Prefeito diz que estão fazendo escândalo por causa de uma etiqueta e que duvidar de qualidade do material paraguaio é xenofobia (Foto: Alcides Neto)Prefeito diz que estão fazendo escândalo por causa de uma etiqueta e que duvidar de qualidade do material paraguaio é xenofobia (Foto: Alcides Neto)

Durante o sorteio de 272 apartamentos do Residencial Canguru, ocorrido na noite desta quarta-feira (29) em Campo Grande, o prefeito Alcides Bernal (PP) garantiu que os uniformes comprados em licitação para a Reme (Rede Municipal de Ensino) são de boa qualidade e classificou as críticas realizadas ao material como xenofobia.

"Há um preconceito com relação a uma etiqueta. Os produtos foram adquiridos pelo menor peço, com a garantia da qualidade. Se houver um ou outro short que apresente defeito, será substituído. A empresa que venceu essa licitação deu as garantias necessárias", afirmou o prefeito, sobre as críticas de que o uniforme foi fabricado no Paraguai.

Bernal também destacou que a manifestação dos vereadores, levantando possibilidade de uma nova cassação, era previsível. "Muito previsível. O que esperar desses vereadores?", comenta, acrescentando que não se pode permitir que seja feito um escândalo por causa de uma etiqueta.

"Estamos felizes porque entregamos para nossas crianças, apesar de toda dificuldade que encontramos. Eles foram confeccionados por trabalhadores, independentemente de nacionalidade. O preço é o menor e a qualidade está aí para ser comprovada. Não podemos aceitar é xenofobia, agressão a um país", frisa, comandar o sorteio na Praça do Rádio Clube.

Uniformes em xeque - Os uniformes entregues pela prefeitura de Campo Grande aos alunos das escolas municipais este mês foram colocados à prova depois que pais de alunos perceberam que na etiqueta constava que o material era fabricado no Paraguai, gerando suspeitas e também contestações de vereadores.

Além disso, a empresa Nilcatex Têxtil, uma das vencedoras da licitação de R$ 3,8 milhões para a aquisição de uniformes escolares pela prefeitura, tem filial na Capital e é alvo de investigações em Mato Grosso do Sul e outros quatro estados, que apuram superfaturamento em compras públicas.

Em Campo Grande, a Nilcatex e a Odilara Frassão Calçados Eireli venceram a licitação. Da primeira foram adquiridas camisetas e da segunda as bermudas fabricadas no Paraguai. A fabricante alega que trata-se de estratégia para redução de custos, mas que os critérios de qualidade são cumpridos.



Incrível como ele consegue ser o pior prefeito até hoje de Campo Grande.

Esses buracos já causaram tanto prejuízos a todo mundo. Ainda bem que fim do ano acaba, isso Bernal vai pro PT.
 
Americano em 30/06/2016 12:02:04
Ainda bem que o mandato desse Bernal já está acabando.

De tão incompetente ele deveria se filiar no PT
 
wild em 30/06/2016 11:16:31
As críticas senhor prefeitos, não são xenofóbicas de maneira alguma, a questão é outra, não coloque palavras na boca da população, a questão tem outro nome bem mais simples que xenofobia, é legalidade, transparência, parceria com a população e muitos que lhe elegeram, respeito, pois não somos idiotas como pensa...menor preço?
Ora! Prefiro parar por aqui e não me dar mais ao trabalho de escrever sobre um assunto que não há mais o que discutir, repito, não somos idiotas, mais respeito por favor!
 
Guto em 30/06/2016 09:01:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions