A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

03/06/2013 17:01

Bernal tem prazo até amanhã para explicar falta de comida em Ceinf’s

Mariana Lopes e Leonardo Rocha
Vereadores da Comissão de Assistência Social se reuniram com o promotor Sérgio Harfouche (Foto: Leonardo Rocha)Vereadores da Comissão de Assistência Social se reuniram com o promotor Sérgio Harfouche (Foto: Leonardo Rocha)

O promotor de Justiça da 27ª Promotoria da Infância e Adolescência, Sérgio Harfouche, deu prazo de até amanhã (4) para o prefeito Alcides Bernal (PP) explicar as acusações de falta de comida nos Ceinf’s (Centro de Educação Infantil) de Campo Grande.

Harfouche garante que a Promotoria encaminhou dois ofícios à Prefeitura pedindo explicações pela falta de alimento e o prazo de resposta do último venceu hoje. Caso a Prefeitura não responda, a Promotoria irá formalizar a denúncia.

“Então pode ser instaurado um processo administrativo, que culminará em um inquérito civil contra o prefeito”, explica o promotor.

Segundo o promotor, nesta resposta da Prefeitura é preciso ter um plano estabelecido em orçamento com recursos disponíveis e empenho para a compra desses alimentos para o ano inteiro, e não apenas para uma semana ou um mês. “Para quem tem fome, um dia é uma eternidade”, enfatiza Harfouche.

Na tarde de hoje, a Comissão de Assistência Social da Câmara dos Vereadores, representada por Flávio César (PT do B) e Carla Stephanini (PMDB), levou até a Promotoria da Infância e Adolescência, no Fórum da Capital, um documento no qual denuncia a falta de alimentos como frutas, verduras e legumes nos Ceinf’s de Campo Grande.

De acordo com o vereador Flávio César, no cardápio dos Ceinf’s tem apenas arroz feijão e carne, além de faltar papel higiênico em vários locais. A denúncia chegou à Comissão através de pais, funcionários e diretores do centros, que relataram, em entrevista, a situação de falta de frutas e verduras.

Na 27ª Promotoria, segundo os vereadores, já havia outras denuncias sobre a falta de alimentos, feitas pela população e pela própria imprensa.

Flávio César afirmou que a Comissão entrou em contato com a secretária de Assistência Social, Thais helena, e disse que ela sempre garantiu que havia licitações sendo formuladas. “Mas o problemas nunca foi resolvido”, ressaltou o vereador.

O promotor destaca ainda que no artigo 4 do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), prevê que caso o município não cumpra com essa finalidade ele pode estar sujeito a ser enquadrado por improbidade administrativa, o que pode resultar em a proibição de parcerias com o governo federal, assim, perdendo recurso.

“Confio que a alimentação das crianças não seja usada em disputas entre oposição e situação”, alfinetou o promotor.

Homem é agredido e sofre afundamento de crânio na Júlio de Castilho
Márcio Ferreira dos Santos, 31 anos, foi agredido e sofreu afundamento de crânio, na noite de ontem (13), na Avenida Júlio de Castilhos, em Campo Gra...
Ceinf recebe nesta quinta parque de pneus construído por detentos
Acontece nesta quinta-feira (14), a partir das 8h no Ceinf (Centro de Educação Infantil) Rafael Abraão - CAIC Aero Rancho, a entrega do parque constr...


Como diretora posso afirmar que as crianças atendidas não estão passando fome no CEINF, atitudes como esta geram insegurança nos pais. Parem de usar os CEINF's como alvo nesta guerra política. É uma vergonha o que estão fazendo.
 
Lucinete Oliveira em 03/06/2013 20:06:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions