A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

26/10/2015 12:29

Boatos levam clientes aos bancos, que continuam fechados nesta 2ª

Flávia Lima
Agências permanecem fechadas nesta segunda-feira. (Foto:Marcos Ermínio)Agências permanecem fechadas nesta segunda-feira. (Foto:Marcos Ermínio)
Judite e Valdomiro Neto pensaram que os serviços já haviam sido retomados e não conseguiram efetuar o saque. (Foto:Marcos Ermínio)Judite e Valdomiro Neto pensaram que os serviços já haviam sido retomados e não conseguiram efetuar o saque. (Foto:Marcos Ermínio)

Baseados em boatos e informações desencontradas, alguns clientes procuraram as agências bancárias no final da manhã desta segunda-feira (26), acreditando no fim da greve da categoria, que está em seu 21º dia. No entanto, a maioria que foi às agências diz estar acompanhando o noticiário e sabe que o movimento deve ser encerrado apenas nesta terça-feira (27).

Ocorre que o Comando Nacional está orientando as regionais a aceitarem oferta da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), que propôs reajuste de 10%, além de 14% nos vales alimentação e refeição e abono parcial dos dias parados. No entanto, essa orientação ainda será analisada em assembleia, logo mais, a partir das 18h30, na sede do sindicato da Capital.

Devido a esse desencontro de informações na mídia, algumas pessoas, especialmente aposentados, foram às agências na tentativa de solucionar problemas que estão impedindo o saque de seus benefícios desde o início do movimento, como o cancelamento de cartões e a perda de senhas.

O casal Judite Aquino Borges e Valdomiro Ribeiro Neto foi até a agência do Bradesco, localizada na Rua Cândido Mariano, para sacar a aposentadoria, mas devido a perda da senha do cartão, não conseguiu realizar o saque. "Agora o jeito é voltar amanhã. Falaram para acompanhar na TV as notícias, mas parece que amanhã acaba a greve", disse Judite.

Para Valdomiro, a maior dificuldade do casal nos últimos dias foi comprar mantimentos e alimento, já que todo o dinheiro dos dois está na conta corrente.

A dona de casa Maria José Ferreira também foi a agência do Banco do Brasil, na Avenida Afonso Pena, acreditando que a unidade estaria aberta ao público. Ela diz que ouviu de vizinhos que a greve havia encerrado e decidiu arriscar a ida ao Centro da cidade.

"Perdi viagem e terei que voltar amanhã", diz ela, que também não consegue sacar o Pasep por não ter cartão magnético. "Agora eu vi como é importante ter um. Vou mandar fazer para não ter mais prejuízo", afirma.

Já a diarista Sueli Vilma Marino, que está com o cartão bloqueado devido a um problema no sistema bancário, disse que um dos funcionários havia prometido aos clientes com problema semelhante, que esses casos seriam atendidos, no entanto nenhum funcionário conformou a informação ao Campo Grande News. "Vi que estão montando um terminal para isso,mas não posso afirmar", limitou-se a dizer um atendente.

Mesmo consciente de que a greve ainda não foi encerrada, a dona de casa Helena Maria de Oliveira foi ao Banco do Brasil tentar uma transferência entre contas. Como o valor ultrapassa o limite de R$ 1 mil, ela não obteve sucesso, já que os terminais eletrônicos não realizam operação superior a esse valor. "Tem que ir lá dentro mesmo. Só vim aqui no Centro porque um funcionário de uma agência do Aero Rancho disse que eu só conseguiria fazer essa transferência na minha agência", reclamou.

Nas agências, os atendentes e integrantes do comando de greve confirmaram que a maioria dos clientes buscou apenas os terminais eletrônicos, cientes de que a paralisação permanece nesta segunda-feira.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions