ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Bombeiros usaram 40 mil litros para apagar incêndio em atacadista

Loja não dá previsão, mas garante que reabrirá e vai manter emprego de 141 funcionários

Por Caroline Maldonado e Bruna Marques | 23/04/2022 13:03
Carro do Corpo de Bombeiros em loja do Fort Atacadista da Avenida Presidente Vargas, no bairro Santo Amaro, nesta manhã (Foto: Henrique Kawaminami)
Carro do Corpo de Bombeiros em loja do Fort Atacadista da Avenida Presidente Vargas, no bairro Santo Amaro, nesta manhã (Foto: Henrique Kawaminami)

O Corpo de Bombeiros usou 40 mil litros de água para conter o incêndio na loja do Fort Atacadista da Avenida Presidente Vargas, no bairro Santo Amaro, em Campo Grande. O fogo começou por volta das 19h30 e em menos de uma hora os bombeiros conseguiram manter as chamas sob controle.

Em nota, a assessoria do Fort Atacadista informou que os 141 funcionários da loja, que agora está fechada, não serão demitidos.

Conforme os bombeiros, não foi possível descobrir ainda onde o fogo começou, pois o incêndio já estava com caloria muito forte quando os militares chegaram ao local.

Com três caminhões-tanque e a auto escada mecânica, os bombeiros conseguiram confinar o incêndio em três prateleiras. Em um raio de 50 metros, produtos e materiais plásticos foram danificados devido a caloria muito alta.

 O combate ao fogo contou com 30 militares e 10 viaturas. Agora, eles ainda trabalham no rescaldo, que é o resfriamento de todos os focos que possam reacender as chamas.

Os bombeiros usam uma mini escavadeira Bobcat, pois há muito entulho com materiais combustíveis embaixo. A escavadeira vai remexendo os entulhos e os bombeiros vão jogando água e retirando o material com caloria.

Ainda ontem, o Fort Atacadista informou que os danos foram mínimos com uma pequena parte da loja atingida pelo fogo e ninguém ficou ferido, pois a área foi prontamente evacuada logo no início do incêndio.

Em nota, o atacadista destacou que as causas do incêndio ainda serão confirmadas, já que a perícia inicia somente após o término dos trabalhos e os laudos são finalizados em até 30 dias após a investigação.

Uma placa no local, informa que a loja não abre hoje e diz que retorna em breve. Este é o segundo incêndio na loja da Avenida Presidente Vargas em pouco mais de um mês.



Nos siga no Google Notícias