A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019

09/08/2019 17:02

Briga entre vizinhos acaba com galpão incendiado no Coronel Antonino

Fogo foi colocado em mato, mas também atingiu os fundos de uma residência

Tainá Jara e Aletheya Alves
Responsável pelo galpão colocou fogo em mato em frente ao local (Foto: Aletheya Alves)Responsável pelo galpão colocou fogo em mato em frente ao local (Foto: Aletheya Alves)

Fogo colocado em mato em frente a galpão, localizado na Rua São Luís Gonzaga com a Rua Presidente Dutra, no bairro Coronel Antonino, em Campo Grande, na tarde desta sexta-feira, resultou em bate-boca entre vizinhos e terminou com espaço consumido pelas chamas. Residências localizadas ao lado do local também foram atingidas.

Vizinha do galpão, Elisa Souza, 38 anos, relatou que o responsável pelo local colocou fogo da calçada em frente. “Pedi para ele apagar, porque estou com três crianças com menos de um ano em casa e a fumaça tava vindo toda para cá”. Diante das queixas dela, o homem acabou se irritando e ateando fogo na vegetação da parte traseira da construção.

Elisa acionou a polícia logo no início do fogo e foi orientada a fazer denúncia à prefeitura. Inicialmente, ela não conseguiu acionar o Corpo de Bombeiros.

Moradores de residência vizinha chegaram a jogar baldes com água no muro que divide os terrenos para evitar que o incêndio se alastrasse pela casa. O muro da casa localizada aos fundos do galpão também foi atingido.

Com a proporção tomada pelo fogo, as equipes voltaram a ser chamadas. Apesar dos pedidos, conforme os moradores, as equipes demoraram  para chegar até o local. “É uma situação complicada, porque se tivesse vindo quando eu tinha chamado tinha resolvido mais rápido”, lamentou Elisa. Conforme os bombeiros, do primeiro chamado registrado até a hora em que as equipes chegaram ao local decorreram apenas 20 minutos. 

Três veículos dos bombeiros foram deslocados para combater o incêndio e a Rua São Luís Gonzaga chegou a ficar interditada. O proprietário do galpão não quis falar com a imprensa.

Fogo também atingiu residências vizinhas ao galpão (Foto: Aletheya Alves)Fogo também atingiu residências vizinhas ao galpão (Foto: Aletheya Alves)

Destruído - Conforme o Corpo de Bombeiros, o terreno onde o fogo começou contava com duas construções: uma na frente, de tijolos, e outra no fundo, de madeira. Esta última foi totalmente destruída. O muro de um dos vizinhos também foi condenado.

Foram utilizados cerca de 7 mil litros de água e outro líquido gerador de espuma para abafar as chamas. Devido a grande quantidade de madeira e outros materiais combustíveis armazenados no espaço, os bombeiros tiveram dificuldades para controlar o fogo.

(Alterado às 17h15 para acréscimo de informações)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions