A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

04/12/2013 11:44

Campanha eleva em 98% número de consumidores com “nome limpo”

Viviane Oliveira
No período da campanha, o atendimento ao consumidor será feito das 8h às 18h, no balcão do SCPC. (Foto: divulgação) No período da campanha, o atendimento ao consumidor será feito das 8h às 18h, no balcão do SCPC. (Foto: divulgação)

A “Campanha Nome Limpo” promovida pela ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande), já tem resultados positivos se comparado com o ano passado. Durante o mês houve a baixa de 17.710 dívidas, o que significa aumento de 98% no número de consumidores com o nome limpo.

Para aquele que ainda está inadimplente, a campanha que terminaria nesta sexta-feira (6), foi prorrogada por mais uma semana e vai terminar na próxima sexta-feira (13).

Até agora, segundo a Associação Comercial, já compareceram 19.305 consumidores no balcão do SCPC, um aumento de 19% em relação a 2012.

São mais de 150 empresas concedendo descontos ou parcelamentos do débito ao devedor. Enersul e Casas Bahia realizam negociações diretamente na ACICG, mas caso a dívida seja com outras empresas, os consumidores podem limpar o nome direto na loja.

No período da campanha, o atendimento ao consumidor será feito das 8h às 18h, no balcão do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) que fica na Associação Comercial, localizado na Rua 15 de Novembro, nº 390, em frente à Praça Ary Coelho.

A lista completa das empresas, que participam da campanha, está disponível no endereço eletrônico www.acicg.com.br.



Caro Edson Chaves, vale apena cada uma fazer sua parte. Não é porque não se fica preso hoje em dia que sairemos roubando ou cometendo algum delito. Cada indivíduo é único, e fazer o que é certo não é pela maioria e sim pelo próprio EU.
 
DOUGLAS SILVA em 04/12/2013 23:11:19
Não tenho nada contra o consumidor que não consegue pagar a sua dívida e busca uma possível negociação. Porém, é fato que aquele que cumpre com suas obrigações (aquele consumidor que não tem restrição no SCPC ), esta cada vez mais em desvantagem. Digo isso porque este consumidor não conta com benesse alguma em seu favor. Dessa forma, ele paga à vista a sua compra formando um fundo de reserva para que o comerciante venha futuramente negociar a dívida do consumidor inadimplente e, assim, abilitando-o para futuras aquisições. Ou seja, o bom pagador esta subsidiando o mau pagador - e não sou eu que estou dizendo, são os fatos. e a própria matéria esta salientando que cada vez mais a pratica se expande (19%) em relação a 2012. Por fim, vale à pena ser cumpridor das obrigações?
 
Edson Chaves em 04/12/2013 16:05:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions