A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

28/12/2015 18:02

Campanha pedindo doação de sangue para bebê ajuda a elevar estoque do Hemosul

Flávia Lima
Doadores vem atendendo apelo e procurando o Hemsoul. (Foto:Arquivo/Marcos Ermínio) Doadores vem atendendo apelo e procurando o Hemsoul. (Foto:Arquivo/Marcos Ermínio)

Campanha nas redes sociais pedindo doação de sangue para uma bebê de oito meses internada no Hospital Regional e diagnosticada com leucemia vem contribuindo com a elevação dos estoques de sangue do Hemsoul, que ficam críticos nessa época do ano, já que muitos doadores viajam e só retornam após o Réveillon.

Segundo a gerente técnica do Hemosul, Marina Sawada, a população também vem atendendo aos apelos para não abandonar as doações nessa época do ano, e apesar de a maioria dos doadores que tem procurado o banco de sangue desde a semana passada demonstrar a intenção de ajudar a bebê, outras pessoas que possam necessitar de transfusão devido a acidentes de trânsito, comuns nesse período, acabam sendo favorecidas.

Marina destaca que nesta segunda-feira (28) pelo menos 160 doadores procuraram o Hemosul e cerca de 120 doações foram efetuadas. Ela afirma que fora do período de festas natalinas a média de doações fica em torno de 80 a 90.

"Nessa época diminui as cirurgias eletivas, mas aumentam os acidentes, que também demandam bolsas de sangue", afirma.

Apesar do aumento de pessoas interessadas em doar, Marina ressalta que o estoque do tipo O negativo ainda continua baixo, necessitando de reforço. "Estávamos com 54 bolsas e hoje tenho apenas 16 porque o consumo é grande" diz.

O que vem atrasando a liberação das bolsas é a obrigatoriedade da adoção de quarentena devido a epidemia de dengue e também das notificações de febre chikungunya e zika vírus, que obriga uma  espera de sete dias para utilizar as bolsas, já que é preciso esperar confirmação do doador de que não apresenta os sintomas de nenhuma das doenças pro pelo menos uma semana. 

Com a aproximação do feriado de Ano Novo, na quinta-feira (31), Marina Sawada mantém o apelo de doações, já que o Hemosul é o principal apoio dos demais bancos do Estado e Capital. A gerente técnica ainda não sabe se o local irá funcionar no dia 31, mas ressalta que nos demais dias o horário permanece inalterado, das 7 às 17 horas. No sábado o atendimento será das 7 horas ao meio-dia.

Para a distribuição de bolsas o Hemosul trabalha 24 horas. Apenas no dia 1º não haverá atendimento ao público.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions