A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Novembro de 2019

15/10/2019 18:50

Capital é habilitada em programa que dá auxílio a pessoas em sofrimento mental

De Volta para Casa prevê ajuda mensal de R$ 412 para ajudar na inclusão de pacientes psiquiátricos na sociedade

Humberto Marques
Beneficiários devem receber atendimento em Caps ou serviços similares. (Foto: PMCG/Arquivo)Beneficiários devem receber atendimento em Caps ou serviços similares. (Foto: PMCG/Arquivo)

A Prefeitura de Campo Grande foi habilitada a ingressar no PVC (Programa De Volta Para Casa), do Ministério da Saúde, que prevê o pagamento de auxílio-reabilitação de até R$ 412 a pessoas em situação de sofrimento mental, que deixaram internação em hospitais psiquiátricos e foram atendidas na Rede de Atenção Psicossocial do município. O aval foi publicado no Diário Oficial da União e, agora, a prefeitura tem 30 dias para aderir formalmente ao programa.

Com o programa, espera-se colaborar com a inclusão social de pessoas que sofram histórico de internações em hospitais psiquiátricos, por meio de auxílio financeiro para o custeio de despesas pessoais. Atualmente, conforme a assessoria do Paço Municipal, Campo Grande tem uma residência terapêutica com dez leitos permanentes –até o final deste ano, uma nova unidade deve ser inaugurada.

Para acessar o benefício, o paciente deve ser egresso de hospital psiquiátrico, de custódia ou tratamento psiquiátrico –tendo recebido alta–, receber indicação para inclusão em programa municipal de reintegração social, ser atendido em um Caps (Centro de Atenção Psicossocial) ou outro serviço do local onde irá residir. Os atendidos serão acompanhados por equipe de profissionais para garantir atenção psicossocial e apoio na reintegração social e familiar.

O pagamento é feito diretamente ao benefício por um ano, podendo ser renovado quando necessário aos propósitos de reintegração social.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions