ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  26    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Cartórios de MS registraram 7 mortes de crianças por covid-19

Faixa etária que registrou o maior número de óbitos foi a dos 9 anos

Por Clayton Neves | 21/01/2022 16:39
Secretário de Saúde aplicando dose da vacina em garotinho queaguardava com a mãe. (Foto: Henrique Kawaminami)
Secretário de Saúde aplicando dose da vacina em garotinho queaguardava com a mãe. (Foto: Henrique Kawaminami)

Desde o início da pandemia, os cartórios de Mato Grosso do Sul registraram sete mortes de crianças entre 5 e 11 anos, em razão da infecção pela covid-19. Segundo levantamento feito pela Arpen-MS ( Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de Mato Grosso do Sul), a faixa etária mais afetada foi a dos 9 anos.

Conforme o balanço, compreende o período entre março de 2020 e a primeira semana de janeiro de 2022, foram registradas três mortes de crianças com 9 anos, além da morte de outras vítimas que tinham cinco, seis, dez e onze anos. Ao todo, foram dois óbitos de meninos e cinco de meninas, que tiveram o quadro de saúde agravado pela covid-19.

Do total de mortes, duas aconteceram em 2020 e o restante no decorrer do ano passado. Até a primeira semana de janeiro de 2022 os cartórios do Estado não haviam registrado nenhum óbito infantil.

Os dados contabilizados fazem parte do Portal da Transparência do Registro Civil - https://transparencia.registrocivil.org.br/inicio, que reúne informações de nascimentos, casamentos e óbitos registrados pelos 7.663 Cartórios brasileiros

Proteção - Em Campo Grande, a vacinação contra a covid-19 começou na semana passada. O primeiro lote das doses pediátricas para a Capital chegou no dia 14 e o município recebeu 4.310 doses. A meta é vacinar aproximadamente 90 mil crianças de 5 a 11 anos com ou sem comorbidades. Até a semana passada, apenas 13.197 crianças já haviam sido cadastradas.

Os pais precisam fazer o pré-cadastro dos filhos pelo site http://vacina.campogrande.ms.gov.br. Os responsáveis também precisam estar presentes no ato da aplicação da vacina.

Todas as doses são da Pfizer, que contém dosagem diferente para crianças, se comparada com a vacina de adultos. No frasco laranja, destinado para este público, são 10 doses de 10 microgramas, enquanto no roxo, que é para adolescentes e adultos, são 6 doses com 30 microgramas. Da mesma forma que a vacina dos adultos, a das crianças também deve ser aplicada duas vezes. .

Nos siga no Google Notícias