A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

20/08/2017 19:17

Casa onde membros do PCC filmaram esquartejamento é incendiada

Bombeiros foram informados de que residência era frequentada por suspeitos de filmar e divulgar esquartejamento

Richelieu de Carlo e Guilherme Henri
Fernando Nascimento dos Santos, 22 anos, em vídeo que circula pela internet. (Foto: Reprodução)Fernando Nascimento dos Santos, 22 anos, em vídeo que circula pela internet. (Foto: Reprodução)

A casa onde Fernando Nascimento dos Santos, 22 anos, teria sido morto e esquartejado foi incendiada na tarde deste domingo (20). Bombeiros foram acionados para atender a ocorrência e conseguiram controlar as chamas no imóvel localizado no bairro Morada do Sol, região sul de Campo Grande.

Conforme informações do Corpo de Bombeiros, o incêndio de pequenas proporções atingiu um dos quartos casa, que teria cinco cômodos, e foi rapidamente controlado. No local não havia moradores, e as portas estavam abertas, sendo que uma delas foi retirada e estava no chão.

Em conversas com moradores vizinhos do local, os bombeiros foram informados de que a casa era frequentada pelos suspeitos de filmar e divulgar a execução e esquartejamento de Fernando dos Santos. A residência seria ponto de venda de drogas.

Na manhã deste domingo, três homens foram presos suspeitos de terem cometido a execução, além de gravarem e divulgar o vídeo. Dois deles, inclusive, assumiram a autoria do crime e confirmaram que foi a mando do PCC (Primeiro Comando da Capital).

Todos os presos são jovens, abaixo dos 25 anos. Um deles, apontado como o mais agressivo, tem apenas 18 anos. Para eles, filmar a morte de um inimigo funciona como uma espécie de prêmio dentro da estrutura da facção.

O delegado responsável pelo caso, Hoffman D'villa, disse que as investigações mostraram um ‘entrevero’ entre o PCC e o CV (Comando Vermelho). Hoffman comentou que a frieza dos homens presos indica um comportamento ‘psicopata’ e comentou que, entre os envolvidos, há a expectativa de, chegando no presídio, conseguir uma “posição” melhor na hierarquia do PCC.

Três homens foram presos por ligação direta com a execução. (Foto: Marcos Ermínio)Três homens foram presos por ligação direta com a execução. (Foto: Marcos Ermínio)

Ao todo, foram presas seis pessoas, a partir da investigação. Três são apontadas como envolvidas diretamente na execução de Fernando Nascimento e outras três foram presas por tráfico de drogas. Todos estavam em uma boca de fumo, consumindo drogas, segundo a polícia.

As mulheres foram liberadas e um homem, Paulo Danilo Correa da Silva, foi preso porque já tinha mandado de prisão, no Mato Grosso, por uma condenação a 20 anos, por roubo. No local onde estavam, no bairro Moreninhas, havia maconha e cocaína.

Os presos pela execução são Uesley de Oliveira Rodrigues, o "Mascote", 23 anos, Wellington Ferreira de Souza, o "Dedinho", 24 anos, e Danilo Richeli da Silva Fernandes, conhecido como "Mil Grau", de 18 anos.

Eles estão em celas da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), do bairro Piratininga e devem ser transferidos ao Ptran (Presídio de Trânsito), no complexo penal da saída para Três Lagoas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions