A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

10/05/2014 10:39

Centro de Zoonoses castra gatos para conter "superpopulação" na Capital

Filipe Prado
Para que não procriasse, Peny foi castrada no CCZ (Foto: Cleber Gellio)Para que não procriasse, Peny foi castrada no CCZ (Foto: Cleber Gellio)

O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) vai apostar na castração para conter o crescimento da população felina em Campo Grande. No entanto, a demanda tem sido tão grande, que o órgão, mesmo realizando 25 atendimentos por dia, está com a agenda cheia e só volta marcar a partir do dia 20 deste mês. 

O fotógrafo Marcelo Queiroz Calazans, 40 anos, cuida de 14 gatos. Unindo a paixão dele e da irmã pelos animais, o fotógrafo decidiu adotá-los. De todos os bichanos, somente dois ainda não foram castrados, por alguns problemas de saúde.

“A castração necessária para evitar a super população dos gatos, que contribui com aumento de animais sem dono”, explicou o Marcelo. Ele relatou que para castrar os animais contou com a ajuda de uma médica veterinária e também do CCZ.

A Peny e o Field são os animais da professora Caroline Barbosa Garcia, 23. Ela disse que já castrou a fêmea, mas ainda não conseguiu fazer o mesmo com Field.

Caroline afirmou que no Bairro Bom Jesus há muitos gatos sem donos, o que causa desconforto para a professora. “Não estava rendendo a ração dos meus gatos, pois os outros entram na minha casa para roubar a comida deles”, apontou.

De acordo com a médica veterinária do CCZ, Maria Aparecida Conche Cunha, desde setembro de 2013 eles fazem as ações preventivas. São cerca de 25 animais atendidos por dia de segunda a sábado e 15 no domingo.

“É exclusiva para gatos, por que eles têm um índice de reprodução muito alta e isso pode gerar um incomodo vizinhança. Então tentamos fazer um controle da população através da castração”, explicou a veterinária.

Doação – A dona de casa Viviane dos Reis, 26, ainda não castrou os gatos Bichano e Rosa. Então toda vez que os animais procriam, ela precisa doar os filhotes. “Eu coloco no Facebook ou mando para os meus amigos do Whatsapp, mas se não der, eu mando para o CCZ”, admitiu.

A médica veterinária do CCZ contou que no centro há um gatil, um local onde gatos podem ficar para serem doados. “Só ficam gatos saudáveis e que não tenham dono”, garantiu.

Serviço - Para agendar a castração para o felino é necessário entrar em contato com o CCZ, através do telefone 3313-5000. O centro é localizado na Avenida Senador Filinto Müller, 1601.

Esses são somente três dos 14 gatos do fotógrafo Marcelo (Foto: Marcelo Calazans)Esses são somente três dos 14 gatos do fotógrafo Marcelo (Foto: Marcelo Calazans)
Viviane ainda não castrou os animais e sempre doa os filhotes através das redes sociais (Foto: Cleber Gellio)Viviane ainda não castrou os animais e sempre doa os filhotes através das redes sociais (Foto: Cleber Gellio)
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


Já fiz denúncia no CCZ e parece que não adiantou nada.
Moro no Residencial Flamingos na vila Sobrinho. Aqui tem um morador que alimenta mais de 40 gatos. Isso não é gente normal. O condomínio fica cheio de fezes e fedendo, não se pode nem sentar nos quiosques.
Sem falar que fica subindo nos carros e arranhando. Te pergunto se esse individuo vai pagar o conserto.
Cade os órgãos públicos que não fazem nada. Minha reclamação foi a toa??
Se alguém defende esses animais, fica a dica: LEVA PRA SUA CASA.
 
leandro m soares em 10/05/2014 15:46:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions