A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

24/09/2014 14:40

Chuva causa transtornos e alaga casas em vários bairros da Capital

Caroline Maldonado, Filipe Prado e Michel Faustino
Na rua Antônio Maria Coelho, nível da água surpreendeu condutores em poucos minutos de chuva (Foto: Marcelo Victor)Na rua Antônio Maria Coelho, nível da água surpreendeu condutores em poucos minutos de chuva (Foto: Marcelo Victor)
No bairro Cidade Morena, moradores reclamam de bueiros entupidos (Foto: Marcelo Calazans)No bairro Cidade Morena, moradores reclamam de bueiros entupidos (Foto: Marcelo Calazans)
Severino adaptou o portão de casa para se livrar da enxente (Foto: Marcelo Victor)Severino adaptou o portão de casa para se livrar da enxente (Foto: Marcelo Victor)

Moradores de alguns bairros já se preparam quando cai chuva como a de hoje, mas quem estava nas ruas a caminho de casa ou do trabalho não esperava o transtorno causado pelos alagamentos. Houve alagamentos de residências nos bairros Santo Antônio, Moreninha 2, Alves Pereira, entre outros. 

No cruzamento das ruas Promissão e Taquari, no bairro Santo Antônio, carros apagaram ao tentar passar pelo trecho inundado. O professor de educação física, Carlos Fernando Lemos da Silva, 23 anos, até tentou se livrar do problema mas acabou com o carro parado no meio da rua. “Resolvi pegar essa rua para desviar da Júlio de Castilho, mas acabei com o carro estragado e agora já atrasado vou ter que ir de ônibus para o serviço”, lamentou o professor, ao mostrar o carro que nem o mecânico conseguiu ligar.

Também passava pela rua o metalúrgico Eduardo de Oliveira Barbosa, 40 anos. Há 45 dias na cidade, o goiano ficou impressionado com o alagamento ocorrido em menos de 30 minutos de chuva. “Nunca tinha passado por isso. Tive que descer com meu amigo para empurrar o carro e água dava no joelho. Isso é pela falta de drenagem e muito lixo nos bueiros”, reclama.

Já para quem vive no local, o transtorno não é novidade. O pedreiro Severino Guerrise Cunha, 67 anos, mora há 38 anos no Santo Antônio e já perdeu móveis e até alimentos com as enchentes. “É sempre a mesma coisa quando da uma chuva mais forte. O problema são as bocas de lobo estreitas que não comportam as águas e toda vez que chove assim muito carro estraga na região”, conta o morador, que faz questão de mostrar os improvisos para não sofrer prejuízos com as chuvas. No portão de elevação da casa que é vazado, Severino tampou as partes abertas para a água não entrar, além de aumentar o nível da calçada.

No bairro Cidade Morena, no cruzamento das ruas Floreal e Cana Verde, dessa vez os estragos foram piores, pois a água invadiu as casas. Uma das moradoras ficou tão chateada com a situação que preferiu não falar com a reportagem sobre a casa que ficou inundada.

Segundo os moradores, já faz 10 anos que ocorrem alagamentos no local. O empresário Túlio Marcon, 22 anos, conta que depois que foi feito o asfalto na rua Floreal, há 3 anos, a situação piorou. De acordo como ele, a enxurrada desce com muito lixo dos bairros Moreninha I e II, que entopem os bueiros da região.

Segundo morador, alagamentos ocorrem há 10 anos e pioraram com pavimentação de rua na região (Foto: Marcelo Calazans)Segundo morador, alagamentos ocorrem há 10 anos e pioraram com pavimentação de rua na região (Foto: Marcelo Calazans)

“Toda vez que chove acontece isso, o que aconteceu hoje foi até de pequenas proporções comparado ao que já teve. Já cansamos de reclamar para prefeitura e ninguém resolve”, reclamou, ao lembrar de uma chuva em fevereiro, em que o nível da água chegou a quase um metro.

De acordo com o sistema de monitoramento da prefeitura, na região do bairro Aero Rancho choveu 33 milímetros. Na região do córrego Segredo, no bairro Jardim Cabreúva foram 32,5 milímetros e nas proximidades do córrego Prosa, no bairro Itanhanga Park foram registrados 29,25 milímetros.

Rio Anhandui ameaçou transbordar e deixou moradores da região do Marcos Roberto em alerta (Foto: Edivaldo Bitencourt)Rio Anhandui ameaçou transbordar e deixou moradores da região do Marcos Roberto em alerta (Foto: Edivaldo Bitencourt)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions