A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

13/01/2011 16:50

Prefeito analisa relatório da Defesa Civil

Danúbia Burema

Nota oficial deve ser divulgada ainda hoje

Um dos estragos foi na Spipe Calarge, onde Lago do Rio Clube transbordou. (Foto: João Garrigó)Um dos estragos foi na Spipe Calarge, onde Lago do Rio Clube transbordou. (Foto: João Garrigó)

O prefeito Nelsinho Trad (PMDB) analisa nesta tarde um relatório sobre os estragos causados pela chuva em Campo Grande. A informação é da assessoria de imprensa da Prefeitura.

Conforme a assessoria, uma nota oficial sobre o assunto deverá ser divulgada até o final da tarde.

Segundo informado pela Meteorologia da Base Aerea, choveu 61,6 milímetros da meia-noite às 16h de hoje.

O índice pluviométrico até ontem havia atingido 64 milímetros que, somados à chuva de hoje, representam quase a metade do previsto para o mês inteiro.

Com a chuva, houve a interdição de algumas avenidas onde foram registrados pontos de alagamento. As águas também comprometeram o andamento das obras feitas para consertar os estragos causados pela enxurrada na semana passada.

Além disso, agravou problemas nos bairros, como a falta de vazão da água e ausência de rede de esgoto que dificultam a situação em dias de chuva, como tem ocorrido na Lagoa Itatiaia.

Na avenida Ernesto Geisel, moradores da rua Oriboca onde há constantes inundações passaram o dia de prontidão para monitorar o nível da água.



Para acabar com as constantes crises de enchentes aqui na nossa boa e bela cidade morena, faltam somente duas coisas.
1ª...Aplicar decentemente os recursos repassados para este fim.
2ª...E um pouco mais de consciência de algumas pessoas, em não fazer das ruas, terrenos baldios, córregos e lagos, um verdadeiro lixão.
 
Reginaldo Soares em 14/01/2011 09:57:00
Esse ponte SEMPRE inunda. E a chuva não precisa ser muito forte. E o lago do Rádio Clube está completamente assoreado. Porque ninguém faz nada a respeito? Não adianta dizer que, nesse caso, choveu demais. Aliás, essa desculpa não cola pois já vem chovendo demais a algum tempo e precisamos nos adequar a essa nova realidade.

Campo Grande nem se aproxima do tamanho de São Paulo - que por muito tempo cresceu sem planejamento urbano algum - e por isso não pode, daqui 50 anos, estar na mesma situação. Injustificável. Já temos acesso à tecnologia e recursos melhores, falta vontade pública para aplicar isso na cidade.

A Fernando Corrêa/Ricardo Brandão passaram por obras milhonárias de contenção de enchente, mas não tem nada sendo contido ali como vimos no início da semana!
 
Murilo Delmondes em 13/01/2011 08:59:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions