A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

05/01/2015 18:32

Chuva forte arranca asfalto de avenida e motoristas contabilizam prejuízos

Vania Galceran
Avenida Hiroshima tem asfalto destruído depois do temporal. (Foto: Marcos Ermínio)Avenida Hiroshima tem asfalto destruído depois do temporal. (Foto: Marcos Ermínio)

Menos de duas horas de chuva, que somou 52,2 milímetros em algumas regiões, bastaram para transformar a tarde de segunda-feira (05)em um verdadeiro caos para muitos motoristas. A chuva desta tarde arrastou carros, outros caíram em valas e o trânsito ficou prejudicado em algumas regiões da cidade.

Mesmo depois do temporal ainda foi possível registrar os prejuízos que motoristas que trafegavam pela Avenida Hiroshima no Bairro Carandá Bosque, ou na saída pra Cuiabá, pela Cônsul Assaf Trad puderam contabilizar. 

Acidentes, carros submersos,veículos destruídos, erosões,e alagamentos registrados em vários bairros. Na Avenida Mato Grosso uma motorista que dirigia um Fox de cor preta, tentou desviar da enxurrada pelo canteiro e acabou atolando. A ajuda veio de amigos e pessoas que passavam pelo local.

Na Vila Nascente, a motorista do Hyundai i30 saiu de casa pouco antes do temporal, mas a Rua Lizi Rose estava inundada, uma grande cratera se abriu e o carro ficou com o para-choque atolado no buraco. Uma retroescavadeira que fazia trabalhos na rua, foi usada para ajudar o proprietário do veículo a puxar o carro.

Elpídio Nunes, 45 anos, trabalha em uma oficina que conserta carros e quem estava ao volante era a esposa que tinha ido buscar as crianças. "Ela se assustou com o volume de água, foi desviar e acabou caindo na cratera", conta ele.

Elpídio conta que toda vez que chove eles evitam sair de casa, o bairro está sem condições de trafegar. O temporal destruiu o asfalto da Avenida Hiroshima, a tubulação cedeu e rompeu o asfalto por longos metros na avenida.

Nemécio LopeS, 75, aposentado, contou que há 50 anos mora na região e que sempre foi assim. Mesmo depois do asfaltamento, toda vez que chove é um transtorno para entrar e sair de casa.

"Criei meus 10 filhos aqui, nessa região, na minha escritura, consta que esse bairro se chama Vila Nascente e a minha rua que faz esquina com a Avenida principal ainda é toda esburacada, esse asfalto é muito ruim, tá vendo, tá todo estufado, mal feito. Pago quase mil reais de imposto e é assim que vejo a frente da minha rua toda vez que chove", lamenta o aposentado.

Na Avenida Cônsul Assaf Trad, a água chegou ao friso das portas dos veículos que tentavam desviar pelo canteiro. Areia fofa e muita chuva prejudicaram o trânsito, carros ficaram atolados. A caminhonete F-4000, de cor prata, apesar de ser um veículo grande, não conseguiu driblar a lama. O motorista Thiago Ferreira, 22, estava voltando para o Bairro Nova Lima, quando foi pego pela enxurrada que rapidamente inundou a avenida.

Em frente ao terminal Nova Bahia, a motorista de um veículo GOL GS, seguia outros carros e fez o desvio também pelo canteiro lateral, quando o carro caiu em um buraco e ficou preso. Ana Cláudia Alves da Costa, 35, conta que evita sair de casa quando chove.

"No bairro onde moro, que é o Vida Nova III, é impossível sair em dia de chuva, mas hoje eu fui para uma entrevista de emprego, e isso aconteceu quando eu já voltava pra casa", conta Ana Cláudia.

Ela lembra que na quarta-feira começa o emprego novo, e que o primeiro salário já vai para o conserto do carro que teve a frente toda amassada. Alguns motoristas perderam até a placa do veículo, que ficou pendurada em uma cerca.

O restante da Capital ficou em atenção para alagamentos entre 14h30 e 16h e houve interdição em alguns pontos da cidade.

Carro fica atolado em cratera no bairro Nascente. (Foto: Marcos Ermínio)Carro fica atolado em cratera no bairro Nascente. (Foto: Marcos Ermínio)
Seu Nemécio mora no bairro há 50 anos e conta que a cena de caos depois da chuva se repete todo ano. (Foto: Marcos Ermínio)Seu Nemécio mora no bairro há 50 anos e conta que a cena de caos depois da chuva se repete todo ano. (Foto: Marcos Ermínio)
Amigos ajudam motorista que ficou atolada no canteiro central da Avenida Mato Grosso. (Foto: Marcos Ermínio)Amigos ajudam motorista que ficou atolada no canteiro central da Avenida Mato Grosso. (Foto: Marcos Ermínio)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions