ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Chuvas e ligações irregulares fazem tubulações de esgoto transbordarem

Por Adriano Fernandes | 28/12/2016 17:01
Vazamento da Avenida Toros Puxian, na Vila Morumbi, próximo ao Rádio Clube Campo, logo depois da chuva desta tarde (28). (Foto: Direto das Ruas)
Vazamento da Avenida Toros Puxian, na Vila Morumbi, próximo ao Rádio Clube Campo, logo depois da chuva desta tarde (28). (Foto: Direto das Ruas)
Há pelo menos oito anos o problema é recorrente em cruzamento do Jardim São Lourenço. (Foto: Direto das Ruas)
Há pelo menos oito anos o problema é recorrente em cruzamento do Jardim São Lourenço. (Foto: Direto das Ruas)

Situação recorrente em algumas ruas, principalmente após muita chuva em Campo Grande, o vazamento de esgoto em poços de visita - muitas vezes confundidos com bueiros - expõe um problema que desagrada moradores não só pelo transtorno, mas também pelo mau cheiro. Reflexo de ligações indevidas feitas na rede, segundo a concessionária do setor.

Depois da chuva que caiu sobre Campo Grande no início desta tarde (28) não foi diferente. No cruzamento entre as ruas Marquês de Pombal e Cardoso de Almeida, no Jardim São Lourenço, a tampa do local de acesso de equipes de manutenção à rede de esgoto não suportou o aumento da vazão de água e estourou, fazendo jorrar água suja na via urbana.

Fato que já ocorre há pelo menos oito anos, como conta o construtor Celso Cícero de Oliveira, de 50 anos. “Desde 2008, no mínimo, isso acontece. A concessionária vem, resolve, mas basta dar qualquer chuva que ele vaza e fica esse fedor aí”, comenta.

Segundo ele, a situação já foi pior. “Tiveram épocas em que não só a tampa não suportava, como também rompia até mesmo a 'caixinha' por onde passa a água que desce das pias dessa casa”, completa.

A mesma situação também foi flagrada no meio do canteiro central da Avenida Toros Puxian, na Vila Morumbi, próximo ao Rádio Clube Campo. Por lá o mau cheiro acompanhava a grande quantidade de água que saia da rede de esgoto.

No cruzamento entre as ruas Fidelina da Silva Venda e Joaquim Murtinho, no Itanhangá Park, a água também vazava por toda a extensão do meio fio. 

Por meio de assessoria de imprensa, a reportagem encaminhou os endereços à concessionária Águas Guariroba, responsável pela rede de coleta e tratamento de esgoto na Capital, que se comprometeu enviar equipes aos locais e fazer os reparos necessários.

Segundo a empresa, a maioria dos vazamentos ocorre devido a ligações irregulares de rede escoamento de água de chuva. Estas intervenções sobrecarregaram os canos que deveriam levar apenas o esgoto de imóveis até estações de tratamento, resultando nos transbordamentos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário