ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 35º

Capital

Cliente se revolta com busca e destrói carro de luxo em concessionária

Por Bruno Chaves | 20/12/2013 16:22

Por volta das 11h de hoje (20), um homem que não teve a identidade revelada pela polícia destruiu carro do pai depois de ser informado pelo banco que existia um mandado de busca e apreensão para o veículo Audi A3. O caso aconteceu na revendedora autorizada em Campo Grande, que fica na Avenida Afonso Pena.

Segundo o gerente Vitor Ariole Júnior, 38 anos, o cliente entrou em surto ao saber do mandado. “Ele ficou muito nervoso e disse que, se o carro não fosse dele, não seria de mais ninguém”, revelou.

Depois disso, o jovem passou a destruir o veículo dentro da concessionária. Para evitar tumulto e confusão, o gerente comunicou o cliente que chamaria a Polícia Militar caso ele não parasse com o escândalo.

“Falei para ele parar ou levar o carro dele para a rua, que ele não poderia fazer aquilo ali dentro e que eu tinha que preservar a empresa”, contou. Ignorando o aviso do funcionário, o rapaz continuou a depredação e danificou o veículo nos faróis e lanternas dianteiras e traseiras, além de murchar os pneus.

Vitor chamou a polícia que, em poucos minutos, chegou ao local. “Quando ele viu a polícia, se assustou e saiu cantando pneu e acelerando. Os policiais foram atrás dele. Não entendi o motivo do surto porque o carro é do pai dele e o banco nem chegou a apreender o veículo. Coincidiu de ele receber a ligação no momento em que estava aqui”, disse.

De acordo com o tenente Rogeliano Cavalcante, oficial ronda do 9º BPM (Batalhão da Polícia Militar), que atendeu o chamado, o cliente desacatou a polícia. “Fizemos o procedimento de trânsito e o homem e o carro foram encaminhados à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro”, lembrou.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário