ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Clínica de universidade é interditada por falta de veterinário e remédios

Os serviços prestados pela clínica universitária foram suspensos até que sejam corrigidas as irregularidades

Viviane Oliveira | 08/09/2022 11:21
Fiscalização interditando a clínica da universidade (Foto: divulgação) 
Fiscalização interditando a clínica da universidade (Foto: divulgação)

A clínica veterinária da Uniderp foi interditada pelo CRMV/MS (Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso do Sul) por prestar serviços a animais e oferecer aulas práticas sem registro no órgão e sem profissional médico-veterinário responsável técnico pelo estabelecimento. A ação contou com o apoio do Procon (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor).

Os serviços prestados pela clínica universitária foram suspensos até que sejam corrigidas as irregularidades documentais junto ao conselho, além da apresentação formal de ampla defesa no Procon. A clínica médica da instituição de ensino só poderá voltar a funcionar após autorização expressa dos referidos órgãos.

Segundo o conselho, foi constatado que o curso de medicina veterinária e a fazenda escola não tinham médico-veterinário. Foram constatadas ainda outras infrações graves como medicamentos vencidos expostos na farmácia e prateleiras da clinica escola, onde foram encontrados 130 frascos de medicamentos fora do prazo de validade, alguns desde 2019.

Conforme Thiago Fraga, presidente do CRMV/MS, cumprir a legislação além de obrigação é fundamental e faz parte do ensino-aprendizagem. “O descumprimento põe em risco a qualidade do ensino e corrompe o que deveria estar sendo ensinado dentro da própria sala de aula. Compromete o ensino, coloca em risco o bem-estar dos animais e pode causar sérios danos e prejuízos aos responsáveis dos animais ali atendidos”, destacou.  A interdição aconteceu na terça-feira (6).

A reportagem entrou em contato com a Uniderp e aguarda retorno.

Nos siga no Google Notícias