ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  26    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Clínicas registram aumento na procura por vacina contra gripe após novos casos

Além do sistema privado, unidades de saúde também oferecem imunização contra Influenza

Por Aletheya Alves | 29/12/2021 10:35
Vacina contra Influenza oferecida pela Vaccine Care. (Foto: Divulgação)
Vacina contra Influenza oferecida pela Vaccine Care. (Foto: Divulgação)

Durante as últimas semanas, grandes centros como Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador passaram a apresentar alta incidência de casos de gripe. Com a intensificação do cenário também em Mato Grosso do Sul, que já registra duas mortes devido ao vírus H3N2 da Influenza A, clínicas particulares na Capital notaram aumento na procura por imunização.

Ao todo, Campo Grande possui 41 casos confirmados e, quem não se vacinou contra gripe durante o período de campanha, deve procurar clínicas particulares ou unidades de saúde. Disponível atualmente, a vacina que é aplicada não protege contra a variante Darwin da cepa H3N2, mas reduz os riscos.

À reportagem, a Vaccine Care, localizada no Jardim dos Estados, relatou que a procura pela vacina aumentou durante as últimas duas semanas. Enquanto em 2020 os lotes comprados pelo centro esgotaram em junho, neste ano as vacinas estavam “paradas” até dezembro.

De acordo com as informações da Vaccine Care, a principal hipótese para a baixa procura é que a população deixou de lado a busca pela proteção contra gripe para focar apenas na imunização contra covid-19. No local, a vacina contra Influenza custa R$ 100 para uma pessoa, enquanto na compra de duas ou mais doses o valor unitário é de R$ 80.

No mesmo sentido, o Centro de Imunização e Vacinas Imunitá relatou que houve movimentação durante o período de campanha, entre abril e agosto, mas que a procura reduziu nos meses seguintes. Houve uma nova procura no final de outubro conforme casos começaram a ser divulgados, mas a quantidade de doses requisitadas foi intensificada nas últimas duas semanas.

Tetravalente, a vacina contra Influenza oferecida pela Imunitá custa R$ 90. Já na Imuno Health, a percepção é de que o aumento provocado pelos casos noticiados ainda não é o esperado pela clínica.

Conforme a Imuno Health, este ano foi um período com baixa adesão e, mesmo com aumento na procura durante as últimas semanas, é esperada procura mais forte. No local, a vacina custa R$ 80.

Imunização contra Influenza deve ser realizada anualmente. (Foto: Arquivo/Marcos Maluf)
Imunização contra Influenza deve ser realizada anualmente. (Foto: Arquivo/Marcos Maluf)

Unidades de Saúde – Além da imunização através do sistema privado, a vacina também é oferecida pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) em todas as unidades da Capital para a população que tenha mais de seis meses de idade. De acordo com a secretaria, Campo Grande possui 50 mil doses da vacina em estoque.

O último balanço sobre a vacinação contra gripe na Capital, até 11 de novembro, é de que 203.613 pessoas haviam sido imunizadas. Conforme a Sesau, a cobertura vacinal geral no município foi de 81,41%.

Já o público de crianças menores de 5 anos chegou a 100%, com 65.844 vacinados, assim como o de idosos acima de 60 anos, com 82.449.

Nos siga no Google Notícias