ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SÁBADO  20    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Com foco nas infrações, drone vai funcionar como extensão dos olhos dos agentes

A partir do dia 8 de abril, motoristas flagrados cometendo algum tipo de infração serão autuados

Por Viviane Oliveira e Antonio Bispo | 02/04/2024 09:58
Drone sobrevoando Avenida Afonso Pena nesta manhã (Foto: Henrique Kawaminami) 
Drone sobrevoando Avenida Afonso Pena nesta manhã (Foto: Henrique Kawaminami)

Com foco nas infrações, a fiscalização com drone feita por policiais do BPMTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito) começou na manhã desta terça-feira (2) em caráter educativo no cruzamento da Avenida Afonso Pena com a Rua Rui Barbosa, região central de Campo Grande.

Conforme o tenente-coronel Carlos Augusto Pereira Regalo, a fiscalização com drone não é novidade. Em 2022, resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) estabeleceu que a fiscalização por drone tem de ser feita em via onde há placa informando a presença do videomonitoramento. “Então não é qualquer via. Se não tiver a placa com o aviso sobre o monitoramento, é proibido”, diz.

O coronel explica que o equipamento vai funcionar como extensão dos olhos do agente. “A infração será feita de maneira instantânea, diferente de radar em uma rodovia, por exemplo, que quando você passa em alta velocidade só é notificado meses depois. O uso do drone ajuda a facilitar o serviço porque o agente consegue adentrar em locais que o agente não conseguiria ir a pé”, afirma. Se a pessoa tiver o aplicativo Carteira Digital de Trânsito é notificada na hora.

Policial pilotando o drone (Foto: Henrique Kawaminami) 
Policial pilotando o drone (Foto: Henrique Kawaminami)

Segundo o tenente-coronel, a fiscalização por drone não está relacionada com infrações de cunho administrativo, ou seja, não será utilizado para verificar se o licenciamento está vencido ou não. “A ideia é pegar de infrações que envolvem desobediência às regras de circulação e acarretam em acidente”, explica.

A fiscalização com drone já havia sido utilizada em Campo Grande para monitorar motoristas parados em via dupla, principalmente em frente de escolas. Atualmente, o batalhão possui um aparelho, mas já está em processo licitatório para a compra de outros equipamentos. “Os agentes estão sendo capacitados para utilizar o equipamento. Esta é uma medida que vai ficar em tempo integral”, ressalta.

Giovana contou que vê muitas infrações no trânsito, principalmente em horário de pico (Foto: Henrique Kawaminami) 
Giovana contou que vê muitas infrações no trânsito, principalmente em horário de pico (Foto: Henrique Kawaminami)

A motorista Giovana Moura, de 24 anos, conta que vê muitas infrações sendo cometidas no trânsito, principalmente nos horários de pico. “O pessoal parece andar atrasado. Acho super boa a fiscalização. É uma forma diferente de conseguir monitorar o pessoal no trânsito. Compartilha da mesma opinião a motorista de aplicativo Silene Felix, de 54 anos. “Para o motorista que não infringe as leis de trânsito, isso vai ser maravilhoso. Não tem por que achar ruim uma coisa que é certa. O que mais vejo é infração sendo cometida por aí”, destaca.

Pra valer - Inicialmente, a ação será feita de forma educativa, para orientar a população quanto à nova forma de fiscalização. Porém, a partir do dia 8 de abril, motoristas flagrados cometendo algum tipo de infração, como parar em fila dupla, serão autuados. As áreas escolares são consideradas pontos sensíveis, uma vez que há um grande fluxo de pessoas e veículos, podendo ocasionar graves acidentes.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias