A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

12/09/2015 08:50

Com manutenção da greve, prefeitura põe força-tarefa para recolher lixo

Antonio Marques
Operários da prefeitura iniciaram coleta pela região central, a mais prejudicada pela greve (Foto: Marcos Ermínio)Operários da prefeitura iniciaram coleta pela região central, a mais prejudicada pela greve (Foto: Marcos Ermínio)
Bernal acompanhou pessoalmente a coleta de lixo na manhã deste sábado (Foto; Marcos Ermínio)Bernal acompanhou pessoalmente a coleta de lixo na manhã deste sábado (Foto; Marcos Ermínio)

A força tarefa criada para amenizar a sujeira nas ruas da Capital inicia a coleta agora de manhã na região central da cidade. Atuam na frente de trabalho cerca de 400 homens, 22 caminhões caçambas, sete pás carregadeiras, além de mais 50 catadores de recicláveis que se juntaram voluntariamente para ajudar na limpeza. O próprio prefeito Alcides Bernal (PP) está acompanhando o serviço.

Os cerca de mil trabalhadores da Solurb, que não receberam os salários de agosto, estão em greve desde terça-feira à noite. A Solurb alegou que não recebeu o pagamento nos últimos três meses e não tem condições de pagar os salários, porque tem R$ 23,8 milhões para receber do município.

Ontem, Bernal se reuniu com técnicos da Seinthra (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), na sede do órgão, para encontrar uma solução para evitar o acúmulo de lixo nas ruas da cidade, em razão da greve dos coletores, iniciada na última terça-feira, 8. Ficou definido que seria possível ajudar de forma paliativa, mas faltava estrutura para realizar a coleta.

Moacir Lima da Silva, técnico da Seinthra, responsável pelo setor de limpeza urbana, disse que havia 400 homens disponíveis para o trabalho, do Proinc (Programa de Inclusão Profissional), mas apenas seis caminhões da secretaria funcionando.

O Campo Grande News apurou que alguns empresários estão contribuindo voluntariamente com caminhões e máquinas pás carregadeiras para ajudar na coleta do lixo, que está acontecendo no quadrilátero central da Capital, entre as avenidas Fernando Corrêa da Costa, Ernesto Geisel, Mato Grosso e Rua Bahia.

Conforme a assessoria da prefeitura, os trabalhadores do Proinc estão juntando o lixo nas esquinas e as máquinas recolhem nos caminhões, que vão transportar até o Aterro Sanitário.

Com impasse na coleta, lixo toma contas das principais rua da Capital (Foto: Marcos Ermínio)Com impasse na coleta, lixo toma contas das principais rua da Capital (Foto: Marcos Ermínio)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions