A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

25/10/2012 09:08

Com oferta de R$ 20 milhões, grupo local vence licitação do transporte

Aline dos Santos e Paula Vitorino
Consórcio vai  explorar transporte coletivo por 20 anos. (Foto: João Garrigó/Arquivo) Consórcio vai explorar transporte coletivo por 20 anos. (Foto: João Garrigó/Arquivo)

Formado por empresas que já atuam no transporte coletivo, o Consórcio Guaicurus venceu a licitação para explorar o serviço por mais 20 anos em Campo Grande. A previsão de faturamento ao longo dos anos é de R$ 3,4 bilhões.  Conforme o edital, a receita anual é de R$ 172.085.012,40. O resultado do processo licitatório, iniciado em 14 de agosto, foi divulgado nesta quinta-feira pela prefeitura.

A disputa era entre o Consórcio Guaicurus e a empresa Auto Viação Redentor, com sede em Curitiba (Paraná).  O consórcio é composto pela Viação Cidade Morena (empresa líder), Viação São Francisco, Jaguar Transportes Urbanos e Viação Campo Grande, que, atualmente, formam a Assetur (Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano). A associação ainda conta com a Serrana, que não participou da disputa.

O Consórcio Guaicurus ofereceu pagar R$ 20 milhões à prefeitura para explorar o serviço. A proposta da Auto Viação Redentor foi de R$ 11,2 milhões. Na licitação, o poder público estipulou pagamento mínimo de R$ 10 milhões.

O pagamento pela outorga do serviço deve ser feito da seguinte forma: 30% no prazo de convocação para assinatura do contrato, 20% dentro de 60 dias e os 50% em 50 parcelas mensais. A validade do contrato poderá ser prorrogada por mais dez anos.

Na avaliação técnica, o consórcio chegou à pontuação máxima: 100 pontos. A proposta tinha 75 páginas. Já a concorrente obteve a nota máxima de 82, com um projeto de 15 folhas. Na parte técnica, os critérios foram controle/mobilização da frota e da segurança interna dos veículos, acessibilidade, absorção e treinamento de mão de obra, experiência em operações de serviços de transporte coletivo de ônibus, certificações (qualidade, meio ambiente, saúde e segurança) e bilhetagem temporal eletrônica.

Caso se comprometesse a absorver 100% dos trabalhadores, o concorrente teria maior pontuação. O contrato pode ser prorrogado por mais dez anos.  A pontuação final, após análise de documentos e valores, foi de 100 pontos para o consórcio e 80,80 pontos para a Auto Viação Redentor.

O vencedor terá que investir R$ 800 milhões no transporte coletivo, sendo R$ 40 milhões imediatos. Dentre as exigências, estão implantar sistema de informações georreferenciadas, padronizar as estações de pré-embarque e disponibilizar 600 ônibus, todos com acessibilidade e câmeras de monitoramento. Atualmente, são 537 coletivos.

Recomeço - A licitação foi aberta após o rompimento da parceria de décadas entre a prefeitura de Campo Grande e Assetur. O fim do contato, que só terminaria em 2014, foi anunciado em 14 de setembro do ano passado. O motivo foi a exigência que as empresas investissem R$ 40 milhões para que a Capital receba recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) de Mobilidade Urbana.

O Sistema Integrado de Transportes, que começou a ser implantado em 1991, conta com oito terminais. Conforme a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), o sistema totaliza 166 linhas, com uma média de 219 mil passageiros/dia.



Em tempo: acabo de ler na última matéria alusiva ao fato:

"(...) O consórcio terá que investir R$ 800 milhões no transporte coletivo, sendo R$ 40 milhões imediatos.(...)"

Bom, acho que minhas perguntas sobre valores ficam respondidas. Agora é ver no que tudo isso vai dar....
 
Marcel Ozuna em 26/10/2012 09:28:09
Deixem-me ver se entendi: a Prefeitura rescinde contrato com as atuais empresas de ônibus coletivo em Campo Grande por elas se negarem a investir R$ 40 milhões em melhorias no sistema de transportes, para, logo em seguida, abrir um pregão com lance mínimo de R$ 10 milhões??? Isso não é uma mudança abissal de rumos? Qual o argumento técnico para essa atitude???? (Notem que nem toquei no aspecto moral, ainda...)

Sem falar que a empresa de Curitiba decepcionou: R$ 11,2 milhões contra os R$ 20 milhões do pessoal "da casa". Está certo que todo mundo já cansou das empresas daqui, mas o pessoal vindo de fora "tinha obrigação" de se superar (se é que uma empresa só daria conta do recado)... Estranho, não?
 
Marcel Ozuna em 25/10/2012 20:24:09
O detalhe disso tudo é que a licitação do transporte coletivo vencia somente em 2014! Por que foi feita essa licitação agora?
 
Otávio Almeida da Costa em 25/10/2012 16:08:32
Agora sim, vai melhorar o nosso transporte coletivo.
Novas empresas mentalidades novas!!!!!
ops!
Quem ganhou foi os mesmos?
Fala sério nem precisava fazer uma nova licitação, era só prorrogar o prazo de concessão.
 
Evanildo Ribeiro em 25/10/2012 15:21:19
Nossa é mesmo!!! Agora a coisa vai.... vai continuar tudo do mesmo jeito que está.
 
Henrique Diehl em 25/10/2012 14:01:55
Que coincidencia, assim como aqueles que ganharam a licitação do lixo.
 
Antonio Nunes em 25/10/2012 13:49:13
A usuária Patrícia Verardi parece nunca ter andado de ônibus em Campo Grande. Dizer que o transporte coletivo nunca foi ruim. Francamente. O pior mesmo é essa licitação acontecer justamente agora que provavelmente vai mudar de gestão. Parece que a gestão atual quer aproveitar os últimos minutos.
 
Paulo Miranda em 25/10/2012 13:43:40
CAMPO GRANDE NÃO PODE PARAR. NEM OS ONIBUS LOTADOS. FECHAR UMA LICITAÇÃO DESTE PORTE EM FINAL DE MANDATO, NO MINIMO É MUITO ESTRANHO.
 
Wilson Soares em 25/10/2012 12:26:43
nao concordo com um ponto sequer desse novo contrato.
 
antonio pedro malazarte em 25/10/2012 12:16:57
Vinte não trinta até parece............e os palhaços pagando a passagem mais cara do país, isso vai mudar um dia vaiiiiiiiiiiiiiiii.
 
Augusto Gomes em 25/10/2012 12:10:16
Isso é uma novidade muuuito grande. Olha estou surpreso com o resultado desta licitação.
Acho que nem mãe Díná, nem nostradamus poderia imaginar um desfecho como este.
ACOOOOOOOOORDAA CAMPO GRANDE !!!!!!!!
 
Jorcelino Rocha em 25/10/2012 11:55:57
Realmente é uma pena. Não podemos nem comparar o que temos hoje aqui em Campo Grande com o que existe de transporte público aplicado pela concorrente perdedora em Curitiba. Quem perde é a cidade e o cidadão. E também não entendi o por que da antecipação do vencimento, bem no período eleitoral.
 
Gilson Marcos Rodrigues em 25/10/2012 11:50:29
Nossa que surpresa venceu , ninguém esperava , eu achava que a concorrência de Curitiba venceria , cada uma que otário não sabia que eles iriam ganhar !
 
Katherine Stalin em 25/10/2012 11:29:16
Fico muito feliz com essa noticia, e tenho certeza que a partir de agora tudo vai ser bem melhor do que ja era...
Pois pra mim os transportes coletivos nunca foram ruins.
 
Patricia Verardi em 25/10/2012 11:12:47
Eu não uso onibus, mas recentemente precisei usar 5 dias, achei de péssima qualidade e super lotados, sujos. Se tivesss Empresa de VAN seria melhor para concorrer; sem concorrência nunca vai ser bom.
 
luiz alves em 25/10/2012 11:00:06
É um absurdo, fizeram uma licitação porque os que aí estão, não estavam a contento. No entanto são eles que venceram a tal licitação, e vão continuar com os mesmos serviços ruins que já faziam. Da pra entender?
 
Luis Carlos Espíndola em 25/10/2012 10:58:24
Esperamos que, de contrato novo, as empresas busquem a excelência nos serviços, ou seja, que a prestação seja com qualidade com rapidez e conforto para que todos sejamos estimulados a utilizar o transporte coletivo, diminuindo o número de carros e motos nas ruas que, com certeza, reduzirá também os casos de acidentes. Isto sim é qualidade de vida!
 
Mário Soares em 25/10/2012 10:30:16
Sem palavras, apenas uma salva de palmas!!! Consórcio Guaicurus essa foi boa...
 
Evandson Carvalho em 25/10/2012 10:27:14
quem esperava por uma melhora no transporte de campo grande vai ter que esperar mais vinte anos ou mais e gente pelo jeito vai ficar tudo igual transporte caro e sem qualidade
 
fatima de souza em 25/10/2012 09:52:07
Que surpresa (só que não)! Sai prefeito, entra o novo, e a maracutaia comendo solta.
 
Bruno Perez em 25/10/2012 09:48:21
Ou seja nada vai mudar, tudo continua na mesma pobreza de transporte coletivo, ha! os acionistas continuarão ainda mais ricos, explorando está concessão por 20 anos.
 
EDINALDO VIANA em 25/10/2012 09:45:54
Isso deveria ser escolhido pela população, que é quem utiliza o transporte coletivos todos os dias e sabe a "porcaria" que é. Se a Auto Viação Redentor fosse a vencedora tenho certeza que os coletivos mudariam, no mínimo, 100% para melhor. Mas é isso aí Brasil, os políticos não enxergam as necessidades da população, apenas deles próprios. A nossa respeitável Prefeitura não viu as qualidades do serviço que seria prestado, ela viu apenas o valor que será pago.
 
Bruno Miranda em 25/10/2012 09:26:56
vamos torcer para que o usuário do transporte coletivo saia ganhamdo alguma coisa, porque ate agora so ganhou os proprietários das empresas!
 
necime l peres em 25/10/2012 09:21:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions