A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

09/10/2012 14:25

Empresas que já atuam no transporte oferecem R$ 20 mi para continuar

Gabriel Neris
Comissão Especial de Licitação analisa quem assumirá o transporte coletivo (Foto: Nícholas Vasconcelos)Comissão Especial de Licitação analisa quem assumirá o transporte coletivo (Foto: Nícholas Vasconcelos)

O Consórcio Guaicurus, formado pelas empresas Viação Cidade Morena, São Francisco, Jaguar, e Campo Grande, está próximo de vencer a licitação do transporte coletivo de Campo Grande e continuar explorando o serviço. O grupo ofereceu lance de R$ 20 milhões, contra R$ 11,250 milhões da empresa Auto Viação Redentor.

De acordo com o presidente da Comissão Especial de Licitação, Bertholdo Figueiró Filho, o Consórcio Guaicurus foi classificado em primeiro lugar. “O Consórcio Guaicurus saiu na frente e tem 95% de chances de trabalhar em Campo Grande”, comentou.

No Diário Oficial do município do dia 27 de setembro foram publicadas as notas que os concorrentes levaram na avaliação técnica do transporte coletivo. O Consórcio Guaicurus teve nota máxima de 100 pontos, enquanto a Auto Viação Redentor levou 82 pontos.

O contrato com a vencedora terá validade de 20 anos, podendo ser prorrogado por mais 10 anos. A oferta mínima para outorga da concessão é de R$ 10 milhões, enquanto o faturamento ao longo dos anos será de R$ 3,4 bilhões.

O edital ainda prevê investimentos de R$ 800 milhões no transporte coletivo, sendo que R$ 40 milhões devem ser imediatos. Entre as exigências estão implantar sistema de informações georreferenciadas, padronizar as estações de pré-embarque e disponibilizar 600 ônibus, todos com acessibilidade e câmeras de monitoramento.



Parabéns pela matéria!
 
rogerio da silva em 25/10/2012 18:19:12
Em Brasilia, tem micro ônibus no centro que cobra R$ 2,00 a passagem... aqui é mais caro esse tipo.
 
agricio araujo em 10/10/2012 16:31:46
Eu estou sempre olhando pela internet, outras empresas de ônibus coletivos e tenho visto em cidades menores do que Campo Grande, com ônibus de melhor qualidade, inclusive com ar condicionado e o preço da passagem é menor do que aquele cobrado aqui em Campo Grande. Eu fico me perguntando: as empresas dizem que não tem dinheiro para colocar ônibus novos de melhor qualidade e deixar de comprar ônibus somente para subistituir os ônibus velhos, mas como é que conseguem 20 milhões para poder explorar por mais 20 anos o transporte coletivo em Campo Grande? Vou esperar para ver o que vai acontecer e se continuar do jeito que está, eu vou voltar a cobrar.
 
Paulo Sérgio Mendes Ribeiro em 10/10/2012 13:33:16
O Consórcio Guaicurus ofereçe 20 milhões contra R$ 11,250 milhões da empresa Auto Viação Redentor e ainda tem 95% de chances de ganhar? E mais, ter uma das tarifas mais caras do Brasil?
Pra quem não sabe a Viação Redentor é de Curitiba/PR, umas das, senão a melhor empresa de transporte coletivo do Brasil! Então ACORDA Campo Grande.
 
Fabio Souza em 10/10/2012 12:42:16
Prefeitura não tem que vender concessão. Prefeitura tem que exigir melhor prestação de serviço e melhor preço. Quem vai pagar os vinte milhões ?. Acordo povo.
 
antonio pereira em 10/10/2012 12:12:22
O Consórcio oferecer R$ 20 milhões por uma concessão de 20 anos é isso mesmo? Quer dizer que por R$ 1 milhão ao ano eles ganham uma concessão pra cobrar uma das tarifas mais caras do país e oferecer um péssimo serviço? E o povão que anda de ônibus parece que não lê notícia né...
 
Edimar Sales em 10/10/2012 11:24:09
É incrível como toda essa palhaçada acontece na frente dos olhos do campo-grandense e NADA acontece! A população deveria tomar a mesma atitude que tomou nas urnas! Se essas empresas não fizeram NADA de aproveitável até agora, não será nos próximos 20 anos que farão. Consequência: o transporte coletivo urbano de Campo Grande vai continuar uma piada, com tarifas caríssimas, ônibus velhos, atrasos, etc... Coisas que o campo-grandense já conhece bem! Essa licitação deveria ser feita por pregão eletrônico e não por licitação local. Mas reclamar não vai adiantar de NADA! #lamentável
 
Ricardo Franco em 10/10/2012 11:11:34
É o famoso "gato por lebre" ou "seis por meia dúzia" não é mesmo minha gente. Fiquem espertos!!!!
 
José Nogueira Neto em 10/10/2012 11:10:33
Eles jogam alto, porque eles aumentam a passagem quando querem, aí recuperam tudo, é uma vergonha isso...
 
Tony Ferraz em 10/10/2012 10:41:48
Porque não investem na livre concorrência. Deixem as VANS trabalharem. Chega de pilantragem.
 
Anacleto Pavão em 10/10/2012 09:36:04
engraçado né eles acham povo de campo grande são palhaços porque, o consórcio guaicurus é do grupo da andorinha de PP-SPO ea nova aviação redentor grupo isloado de curitiba onde nosso gorvernador copia tudo algo estranho aiii temmm atenção povo de campo grande mudança nas urnas já
 
MARCELO AGUILERA BRAGA em 10/10/2012 09:26:37
Ari Kalf, brilhante e oportuno comentário. Parabéns!
 
Gilson Giordano em 10/10/2012 09:12:43
Se houvesse Democracia e seriedade para o povo, deixaria ou convocaria empresa de Vans para explorar também e o serviço seria mais rápido e eficiente.
 
luiz alves em 10/10/2012 09:10:37
Será que alguem imaginou que entraria outro grupo para explorar esse seviço em Campo Grande?
 
luiz alves em 10/10/2012 09:08:59
Ate agora so se fala de tudo que ja tinha no contrato anterior ninguem exigiu por exemplo que os busão tenha ar condicionado pois vivemos num calor danado cumprir horario e outras coisinhas e obrigação,o usuario precisa sentir mudança e conforto seria uma delas.
 
joao braz em 10/10/2012 07:31:18
Estava na cara que isto iria acontecer, o que devemos esperar do futuro transporte coletivo?, NADA, de mudança, NADA, de investimentos, NADA, de valorização da população que depende de transporte publico, porque a carta foi marcada pelo prefeito que estará deixando o cargo nos próximos dias.
 
Marcos Jose Orejana em 10/10/2012 07:13:47
uma vergonha essas empresas de ônibus de campo grande, cobram um alto valor na passagem de ônibus e prestam um péssimo serviço á sociedade, é só esperar de 40 a 60 minutos para pegar um ônibus e ver o péssimo estado do interior do mesmo, sem contar com o barulho do mesmo.
 
andre marques em 10/10/2012 07:11:27
e vai continuar o mesmo lixo enganação essa licitação
 
alex correa em 10/10/2012 00:40:07
Tá na cara que isso tudo não passou de manobra política pra ganhar votos pro candidato do prefeito, alguém acha que alguma coisa vai mudar nessa cidade enquanto estivermos sobre o comando do André e Nelsinho!????
 
Oswaldo Ferreira em 09/10/2012 23:52:03
É o consórcio Guaicurus, da Capital de MS mesmo, -NÃO É PRA MIM NENHUMA SURPRESA - terá que disponibilizar 600 novos ônibus. É claro que os "NOVOS" ônibus serão os da VIAÇÃO SERRANA. Bem, depois os donos do poder ficam preocupados e trocam de marqueteiros (pra mim tanto faz), na tentativa de revirar o atual quadro para o candidato Giroto. É claro que não precisa de novos marqueteiros. BAstava o Nelsinho anunciar novas empresas no transporte coletivo da Capital, que, COM CERTEZA Giroto venceria o pleito. Mas nesse caso, Rudel Trindad (que trabalha contra) não quer e nem aceita. Vai dai que o povo (os usuários QUE VOTAM), dão seu recado nas urnas. Olha a Serra (do Rudel) ai gente!
 
Gilson Giordano em 09/10/2012 20:19:35
KKKKKKKKKK'
Noticia Bombastica.
Quem ja não sabia dessa.
Frouxos de Risos.
 
evandro correia de oliveira em 09/10/2012 20:08:01
so trouxa para acreditar nessa marmelada chega de corruptos no poder populaçao libertem-se deles que so enganam a populaçao chega de um basta neles ladroes.
 
renato lino em 09/10/2012 19:56:46
Jura????? E cadê a novidade? Antes que isso se concretize, eu creio que deve ter uma inspeção detalhada nessa Licitação. Está sinistro!!!!
 
Smir Neves em 09/10/2012 19:25:39
Há tempos perdemos a oportunidade de termos um transporte público de leste a oeste, de norte a sul e seus ramais, tipo VLT - nossa cidade é plana, isso com uma tarifa a 1,50, eficiente, atual, básico - todos usariam, assim desestimulariam o transporte individual, usado principalmente pela mobilidade e custo de uma passagem de ônibus de combustível para ir e vir. Em tempo, nestas condições acabaríamos com o custo indireto das gratuidades, como escolar, idoso, deficiente - ora o preço se tornaria irrisório.
 
ari kalf em 09/10/2012 19:01:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions