ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  30    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Com pouco movimento nas BRs, feriado tem“escapadinha” e volta para a casa

Na quarentena, muita gente se antecipou e pegou a estrada ainda na quinta-feira

Por Aline dos Santos e Clayton Neves | 10/04/2020 09:04
Na BR-163, saída para São Paulo, o movimento de carros de passeio era fraco na manhã de feriado. (Foto: Kisie Ainoã)
Na BR-163, saída para São Paulo, o movimento de carros de passeio era fraco na manhã de feriado. (Foto: Kisie Ainoã)

Com gente voltando para a casa ou dando uma escapadinha da quarentena, o feriado da Sexta-Feira Santa começou com pouco movimento de carros de passeio nas principais rodovias federais de Mato Grosso do Sul.

Na BR-262, saída para Três Lagoas, e na BR-163, saída para São Paulo, a reportagem encontrou poucas famílias viajando e muitos frentistas de postos de combustíveis com braços cruzados. Com muita gente sem trabalhar e crianças sem aulas pela quarentena, quem viajou decidiu pegar a estrada ontem (dia 9), como atesta a alta do fluxo registrada nas barreiras sanitárias montadas nas estradas.

Jean Marson 45 anos, estava em viagem para Dourados, a 233 km de Campo Grande. “Tenho um amigo lá e decidimos ir rapidinho. Vamos almoçar e voltar hoje mesmo”, diz Jean, que explica que ate então tinha feito isolamento domiciliar.

Também na BR-163, um motorista, que se identificou apenas como Jairo, contou que estava passando férias em Brasilândia e hoje volta para casa, na cidade Pedra Preta (Mato Grosso). Viajando com duas idosas (mãe e tia) e o filho, ele conta que a principal preocupação é nas paradas.

Desde às 4h em um posto de combustível da rodovia 163, o frentista Paulo César conta que apenas quatro carros passaram pelo local e apenas um tinha pessoas em viagem. O grupo vinha de Ponta Porã.

 “Em feriado prolongado aumentava o movimento em até 50%. Passava muita gente vinda do Paraná, São Paulo com destino ao Mato Grosso. Acho que dessa vez se anteciparam, porque tem muita gente sem trabalhar”, afirma.

Em outro posto da BR-163, frentistas de postos, literalmente de braços cruzados, também relataram movimento fraco em comparação aos feriados antes da pandemia do novo coronavírus. Já o fluxo de caminhões segue intenso pelas rodovias.

Paradeira na BR-262, na saída para Três Lagoas. (Foto: Kisie Ainoã)
Paradeira na BR-262, na saída para Três Lagoas. (Foto: Kisie Ainoã)