A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

09/05/2019 18:01

Com sobras de tinta, Adilson faz reparos na sinalização de trânsito no Centro

Nem mesmo o grande movimento de veículos na região do Mercado Municipal atrapalhou a atitude do voluntário

Liniker Ribeiro
Adilson pintando faixa na Rua 15 de Novembro (Foto: Kisie Ainoã)Adilson pintando faixa na Rua 15 de Novembro (Foto: Kisie Ainoã)

Rua 15 de Novembro, Centro de Campo Grande. Entre inúmeros automóveis que circulam no trecho entre a Avenida Calógeras e o Mercado Municipal de Campo Grande, a dedicação de Adilson Barbosa, de 53 anos, chamou atenção de motoristas e pedestres, na tarde desta quinta-feira (9). Com o que sobrou de duas latas de tinta na cor branco, o homem que afirma ser ex-funcionário da prefeitura da Capital faz retoques na sinalização horizontal.

Entre os carros, mesmo em horário de grande movimento, faixas que dividem o espaço de um veículo para outro ganham cara nova. “Está apagada, precisando de pintura, e como ganhei essa sobra de tinta, estou pintando. Bom é que não fico parado”, conta.

 

Pintor voluntário com as mãos sujas de tinta (Foto: Kisie Ainoã)Pintor voluntário com as mãos sujas de tinta (Foto: Kisie Ainoã)

Segundo ele, o pouco de tinta que conseguiu estava em uma caçamba de entulhos, em frente de uma obra, prestes a ser jogada fora. “Eu pedi e o pessoal me deu”, afirmou.

Adilson também revelou a reportagem que, atualmente, vive com o dinheiro que recebe do INSS, valor referente a um salário mínimo. Mesmo sem revelar o porque de hoje não estar trabalhando com carteira assinada, ele afirma que chegou a trabalhar para a prefeitura nos anos 80, justamente no setor responsável por asfaltar ruas e avenidas da cidade.

Quando questionado sobre sentir medo de enfrentar o trânsito movimentado, Adilson é firme. “Eu não tenho medo, na verdade, os carros até passam devagar porque me enxergam de longe”, garante. E quem acha que ele pretende parar por aí, engana-se. “Quero ver se eu consigo um cone”, revela.

Quem passou pelo local e viu Adilson trabalhando, se surpreendeu. Já para comerciantes da região, o voluntário é conhecido e, apesar de apoiarem, tem quem ache ser uma “loucura” por parte do trabalhador.

Faixa de pedestres na Rua 15 de Novembro com Avenida Calógeras também ganhou reforço na pintura (Foto: Kisie AinoãFaixa de pedestres na Rua 15 de Novembro com Avenida Calógeras também ganhou reforço na pintura (Foto: Kisie Ainoã
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions