A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

12/09/2012 15:57

Concluído inquérito, 5 são indiciados por assassinato de estudantes

Viviane Oliveira
A reconstituição do crime foi feita ontem pela manhã. (Foto: Rodrigo Pazinato)A reconstituição do crime foi feita ontem pela manhã. (Foto: Rodrigo Pazinato)

A delegada Maria de Lourdes Cano encerrou na tarde de ontem (11) o inquérito sobre o assassinato dos universitários Breno Luigi Silvestrini de Araujo, 18 anos, e Leonardo Batista Fernandes, 19 anos, mortos com um tiro na cabeça após sequestro no dia 30 de agosto, em Campo Grande. Os bandidos roubaram o veículo Pajero em que estavam e pretendiam trocar por 3 quilos de cocaína na fronteira com a Bolívia.

Foram indiciadas cinco pessoas, por cinco tipos de crime: roubo seguido de morte, roubo qualificado em concurso de pessoas, corrupção de menores, formação de quadrilha e ocultação de cadáver.

A sexta pessoa suspeita de envolvimento no crime, o homem que encomendou o veículo onde estavam os estudantes, foi identificado, mas ainda não foi preso. De acordo com a delegada o rapaz iria intermediar a venda da caminhonete Pajero com um comprador boliviano. “Só com a prisão dele é que vamos chegar até o comprador”, disse.

Na manhã desta terça-feira os envolvidos no crime, Dayane Aguirre Clarindo, 24 anos, e o marido, Rafael da Costa Silva, de 22 anos, Weverson Gonçalves Feitosa, 22 anos, Raul Andrade Pinho, 18 anos, e um adolescente de 17 anos, irmão de Rafael, participaram da reconstituição do crime.

A reconstituição começou no local onde os estudantes foram abordados, a 150 metros do bar 21, no momento em que entravam na caminhonete, de propriedade do pai de Leonardo, Paulo Fernandes.

De lá, os policiais fizeram todo o trajeto dos assassinos até o local onde os dois estudantes foram mortos, uma galeria pluvial na região do minianel rodoviário entre as saídas de Rochedo e Aquidauana (MS-060 e MS-080). “A reconstituição mostrou a crueldade dos assassinos com as vítimas, que já mortas foram espancadas por Rafael e Weverson”, finaliza a delegada.



E o porte de onde entra ai Dra?
 
luis fernando em 13/09/2012 06:50:16
Esses monstros nao deveria ser indiciado e sim deveriam ser fuzilados em praça publica pau que nasce torto vai morrer torto porque eles foram gerados com o diabo encorporado eles teriam que ter o mesmo fim .Eu acho que a populaçao sabe muito bem fazer o destino desses vagabundo que so vive para tirar a vida e so entregar eles porque a motoserra vai funicionar legal.Eu sei muito bem usar.
 
fatima conceiçao batista martins em 12/09/2012 10:32:20
Se já mortos "foram espancados" nāo é crueldade apenas, é outro crime, vilipêndio a cadáver né Delegada?!
 
Rodrigo T. Russo em 12/09/2012 06:23:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions