A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

22/07/2014 11:10

Condutor alega "briga de trânsito" e que não quis matar

Zana Zaidan e Francisco Júnior
Ricardo foi prestar depoimento acompanhado do advogado (Foto: Francisco Júnior)Ricardo foi prestar depoimento acompanhado do advogado (Foto: Francisco Júnior)

Suspeito de atropelar e matar Lucas Silveira Leite Ortiz, 19 anos, Ricardo André Rodrigues é ouvido nesta manhã (22) pelo delegado da 5ª Delegacia de Polícia, João Reis Belo. Ricardo se apresentou acompanhado do advogado para narrar sua versão do acidente. O caso aconteceu no dia 16, na rua Catiguá, Jardim Canguru, em Campo Grande.

O advogado Abadio Rezende antecipou que Ricardo afirma que não teve intenção de matar a vítima, e que tudo não passou de uma briga de trânsito. Segundo ele, Lucas o perseguiu com mais três amigos, e o motorista fugia com receio de ser ferido pelo trio. 

O cliente, acrescenta Rezende, tinha acabado de sair da casa da sogra, no Jardim Canguru, e, no veículo Astra da família, seguia para o bairro Universitário, onde mora. No carro estavam, ainda, a esposa e o filho do casal, de 9 meses.

Em um cruzamento, Ricardo admite que “quase atingiu” a motocicleta Honda Fan de Lucas, o que teria gerado o desentendimento no trânsito. Ele afirma que, ao seguir dirigindo, foi perseguido pelo jovem e outros dois amigos dele, e que no trajeto Lucas teria chutado a porta do Astra, por mais de uma vez, e atesta, inclusive, ter ouvido tiros e, por isso, fugia do trio, em alta velocidade. O atropelamento de fato aconteceu por volta das 21h40, na rua Catiguá.

O suspeito, que é ouvido pelo delegado há uma hora, segue prestando depoimento.

Caso – O caso foi registrado no 5º DP como homicídio doloso, quando há intenção de matar. No boletim de ocorrência, consta que o Astra e a moto estavam em alta velocidade, e que Ricardo não parou para prestar socorro depois de atropelar Lucas.

Ele foi arrastado por vários metros e morreu no local, antes da chega do socorro, ainda segundo o registro policial.

Testemunhas disseram, também à Polícia, que Ricardo acelerou o carro ao ver a vítima, com intuito de atingi-lo e causar o acidente.

Condutor de Astra atropela, mata motociclista e foge sem prestar socorro
Uma colisão entre um veículo de passeio e uma motocicleta levou a morte de uma pessoa e deixou outra ferida, por volta das 22h desta quarta-feira (16...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions