A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

30/09/2015 20:29

Consumo de peixe no Estado está abaixo do recomendado pela OMS

Alan Diógenes e Naiane Mesquita
Superintendente federal da Pesca e Apicultura do Estado, Luiz David Figueiró, disse que objetivo e fomentar produção e o consumo do produto em MS. (Foto: Gerson Walber)Superintendente federal da Pesca e Apicultura do Estado, Luiz David Figueiró, disse que objetivo e fomentar produção e o consumo do produto em MS. (Foto: Gerson Walber)
No evento foi apresentado o Caminhão do Peixe que irá vender o produto mais em conta. (Foto: Gerson Walber)No evento foi apresentado o Caminhão do Peixe que irá vender o produto mais em conta. (Foto: Gerson Walber)

O consumo de peixe pelo sul-mato-grossense está abaixo do que é recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Esta foi a revelação feita pelo superintendente federal da Pesca e Aquicultura do Mato Grosso do Sul, Luiz David Figueiró, durante a abertura oficial da 12ª Semana do Peixe, na Feira Central de Campo Grande, na noite desta quarta-feira (30).

Conforme o superintendente, o consumo de peixes recomendado pela organização é de 12 quilos per capita, mas a população do Estado consome apenas 4 quilos per capita, ou seja, valor muito abaixo do ideal. “Muitos não comem porque tem espinhos, além de terem o hábito de aderir apenas dois tipos de preparo do produto no cardápio: o peixe frito e o ensopado”, destacou.

Segundo Luiz Figueiró, o setor da pesca encontra dificuldades no Estado. “O MS é altamente produtivo no ramo da pecuária e no agronegócio, mas na pesca ainda encontra dificuldades. O evento veio para provocar a cadeia produtiva e fazer com que a população consuma mais peixes”, explicou.

Ainda segundo Luiz Figueiró, o sul-mato-grossense está acostumado a consumir peixes de outros estados como: Rondônia, Mato Grosso, Paraná e São Paulo, principalmente as Tilápias, que também chegam de fora do Estado. “O custo da produção do peixe cultivado aqui, como o Pacu, é muito elevado e encarece o produto. Por isso com o evento queremos encontrar alternativas para que a população consuma peixes nativos de MS”, finalizou.

Para evitar alguns hábitos de preparo do produto pela população, a 12ª Semana do Peixe, que acontece até o dia 16 de outubro, vai contar com oficinas gastronômicas, onde as pessoas poderão aprender novas receitas e novos tipos de preparo de peixe.

Evento - O objetivo do evento é fomentar a produção e o consumo de peixe em todo o Mato Grosso do Sul, e apresentar o “Caminhão do Peixe”, que irá percorrer os bairros com a venda de peixes nativos do Estado com um preço “mais em conta” Ele está em exposição na Feira Central para os visitantes irem saber como funciona e ir se adptando ao novo tipo de serviço. A 12ª Semana do Peixe acontece todos os dias das 8h às 17h. 

Visitantes lotaram a Feira Central na abertura do evento. (Foto: Gerson Walber)Visitantes lotaram a Feira Central na abertura do evento. (Foto: Gerson Walber)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions