A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

28/04/2014 19:17

CPI aponta "conluio" e responsabiliza Caixa por rombo da Homex

Zana Zaidan
Resultado da CPI que investigou Homex foi apresentado hoje Resultado da CPI que investigou Homex foi apresentado hoje

Com indícios de “conluio” entre a Homex e a Caixa Econômica Federal, a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) criada para apurar os culpados pelo rombo deixado pela construtora em Campo Grande concluiu que o banco deve ser responsabilizado.

Conforme o relatório final da CPI, aprovado hoje (28) por unanimidade entre os vereadores, a Caixa sabia como a empresa operava e, ainda assim, continuou a firmar contratos “ao de acionar as vias cabíveis para solução da situação”.

Uma prova é o descumprimento pela Homex de cláusula contratual com o banco, que não permite a contratação de subempreiteiras para realização das obras. Para evitar ações trabalhistas, a construtora começou a demitir a mão de obra e contratar terceirizadas.

“Diante disso, a Caixa Econômica Federal nada fez, ficou inerte como se não fosse sua obrigação acionar os meios necessários para compelir tal situação”, constatou a CPI.

Outro indício é a forma com que as unidades habitacionais foram vendidas. Causou estranheza aos vereadores o fato de que nenhum comprador encontrou dificuldades para ter o financiamento dos imóveis aprovado pelo banco, enquanto o governo federal determina uma série de requisitos no programa “Minha Casa, Minha Vida”.

Em diversos cadastros de mutuários aparecem a expressão “renda não comprovada”, diz o relatório, o que “ coloca um ponto obscuro na atuação da Caixa junto a esse empreendimento e nas liberações das verbas públicas”.

A CPI encaminhou as irregularidades constatadas aos Ministérios Público Federal, Estadual, do Trabalho e à Polícia Federal, e pede que a Caixa, junto com a Homex, seja “municionsamente investigada” por omissão e pelas ilegalidades praticadas.

Homex – A Homex chegou à Campo Grande em 2009 e, segundo a CPI, deixou um rombo de R$ 30 milhões, 750 mutuários com apartamentos que apresentam uma série de problemas e outros 2.750 que não tiveram os imóveis entregues.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions