A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

24/01/2012 13:46

De olho em próteses proibidas, Vigilância fiscaliza clínicas na Capital

Wendell Reis

A Vigilância Sanitária de Campo Grande inicia nesta semana uma operação de fiscalização nas clínicas de cirurgia plástica e consultórios médicos da Capital. Os fiscais vão verificar se o silicone produzindo pela marca PIP (Poli Implante de Próteses), condenado pela Anvisa, ainda é utilizado nas cirurgias de prótese mamária.

A vigilância vai vistoriar oito clínicas de cirurgia plástica e aproximadamente 40 consultórios de da Capital. Na primeira fiscalização, realizada ontem (23), foram visitados 15 estabelecimentos, mas não foram encontradas irregularidades. Segundo o chefe do Serviço de Fiscalização de Medicamentos da Sesau, Antonio Carlos dos Reis Cardoso, a multa para quem desrespeitar a norma varia de R$ 100 a R$ 15 mil.

O registro da marca PIP foi cancelado no País no dia 30 de dezembro, após confirmação de que a empresa havia utilizado silicone industrial na fabricação do implante. Calcula-se que enter 2005 e 2010, 12,5 mil pessoas colocaram a prótese da empresa no Brasil.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions