A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

09/05/2011 11:24

Demitidos denunciam que agentes tentaram vender gravações por R$ 2 milhões

Aline dos Santos
Agentes foram demitidos sob acusação de retirar documentos do presído federal. (Foto: Arquivo)Agentes foram demitidos sob acusação de retirar documentos do presído federal. (Foto: Arquivo)

Os quatro agentes demitidos sob acusação de retirar documentos de dentro do presídio federal de Campo Grande denunciam que outros dois servidores tentaram vender gravações – contendo cenas de visitas íntimas de presos - por R$ 2 milhões para a revista Veja.

Os ex-agentes afirmam que os mentores da ideia e interessados em vender os documentos e imagens eram Alexander dos Santos e Cláudio Cisne Cid, filho da presidente do TRF 2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região), Maria Helena Cisne Cid. A nota é assinada por Yuri Mattos Carvalho, Ivanilton Morais Mota, Waldemir Ribeiro Albuquerque e José Francisco de Matos.

A demissão dos agentes penitenciários foi publicada no Diário Oficial da União na última sexta-feira. Na mesma data, o Ministério da Justiça determinou o arquivamento do processo disciplinar contra o agente penitenciário Alexander dos Santos. Cláudio Cisne Cid é vice-presidente do Sinapf/MS (Sindicato dos Agentes Penitenciários Federais).

De acordo com os denunciantes, os dois agiram a mando do então diretor da Penitenciária Federal de Campo Grande, Arcelino Vieira Damasceno.

A nota também traz denúncias contra o juiz federal Odilon de Oliveira, que foi corregedor do presídio.

Conforme os ex-agentes, o procurador da República Ramiro Rockembach foi informado de que o preso José Reinaldo Girotti denunciou Odilon de Oliveira por ter extorquido 1 milhão (não se sabe se em real ou dólar) para não atrapalhar a extradição do traficante Juan Carlos Abadia.

“O procurador Rockembach preferiu não tomar nenhuma providência para não prejudicar o juiz Odilon de Oliveira, nem mesmo quis a carta deixada por Girotti”.

Esquema voyeur – Na Carta Aberta à População, os ex-agentes relatam o que seria o passo a passo das gravações, incluindo imagens de visitas íntimas dos presos Fernandinho Beira-Mar e Abadia. Em 5 de setembro de 2007, o magistrado teria determinado que os dois presos tivessem conversas com advogados e visitantes monitoradas, incluindo as celas íntimas.

Conforme os denunciantes, o coordenador-geral de inteligência Ângelo Oliveira Salignac determinou ao agente Alexandre Hall de Barros que instalasse, com aprovação do diretor do Sistema Penitenciário Federal, Wilson Salles Damázio, os equipamentos de monitoramento e gravação nas celas íntimas.

Porém, em razão do mau uso dos equipamentos, que captavam os presos mantendo relação sexual, em outubro de 2007 a direção nacional chamou a atenção do ex-diretor da penitenciária, Severino Moreira da Silva. A ordem é que só seria permitido gravação com autorização judicial.

No dia seguinte, Salignac teria verificado que não conseguiu controlar o monitoramento dos presos, pois o sistema tinha sido corrompido.

Poder paralelo - No dia 16 de outubro, as câmeras foram retiradas. Mas em fevereiro de 2008, o sistema de informática teria sido sabotado para que imagens e documentos pudessem ser acessados via internet.

Outras câmeras de vídeo, desta vez particulares, teriam sido instaladas para monitorar a visita íntima dos presos. Com a retirada do programa antivírus do Ministério da Justiça, foi possível a transmissão online de dentro da penitenciária.

O ex-agentes afirmam que denunciaram o sistema de gravação paralelo à direção do presídio e à Procuradoria da República. Mas os órgãos não demonstraram interesse em apurar.

Artilharia - E seguem no ataque. “Para evitar que fossem conhecidos os usuários foi desligado o relatório de ‘LOG’ dos computadores e falseados os dados de perícia pelos peritos criminais Wanderson de Carmo Maia e Reinaldo Augusto Macedo Nascimento. Enquanto isso os delegados de Polícia Federal Eduardo Alves Queiroz e posteriormente Mario Paulo Machado Lemes Botta Nomoto desviaram o objetivo da investigação no IPL 526/2008 para evitar que autoridades importantes e ocupantes de funções no comando do Depen, do Poder Judiciário e do Ministério Público viessem a ser comprometidas”.

Há tempos - Há 3 anos, o Campo Grande News divulgou com exclusividade as denúncias dos agentes penitenciários.

Em dezembro de 2008, vídeos foram apreendidos em casas de agentes. Os servidores fizeram a denúncia porque consideravam não haver justificativa oficial para a gravação realizada em ambiente não permitido pela legislação brasileira.

De início, o Depen (Departamento Penitenciário Nacional) negou a existência de qualquer gravação, alegando que os agentes criaram o fato para tentar barganhar reajuste salarial. Depois, o órgão teve de confirmar que escutas foram feitas, mas a pedido do Ministério Público Federal.

A OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) denunciou o assunto ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e ao CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público). Os dois órgãos arquivaram os pedidos de providências. Os agentes federais respondem a processo na justiça federal, o procedimento está sob sigilo.

Agentes são demitidos depois de escândalo de gravações no Presídio Federal
Três anos depois de denúncias sobre gravações ilegais dentro do Presídio Federal de Campo Grande, o Ministério da Justiça demitiu quatro agentes peni...
Conselho Nacional de Justiça arquiva processo sobre escutas em presídio
Órgão entende que questão é de competência do juizO CNJ (Conselho Nacional de Justiça) decidiu pelo arquivamento do pedido de providências da OAB (O...
MPF pediu gravações em presídio, aponta investigação
O relator do processo que investiga denúncias de gravações ilegais no Presídio Federal de Campo Grande, Almino Alfonso Fernandes, veio ao Mato Grosso...


Parabéns à Campograndenews pela coragem e isenção com a qual demonstra ser um veículo de mídia independente e comprometido com a verdade. A Campograndenews com a divulgação dessas informações capitais para a manutenção da democracia prova, mais uma vez, que está do lado do sofrido Povo Brasileiro e da justiça social e não mancomunada com os poderosos que mentem e o prime a população. Sem a participação de um veículo de mídia como a Campograndenews certamente a população brasileira estaria mais alienada e abandonada à própria sorte, submetida aos poderosos ímprobos que, em posição de destaque na sociedade massacram a esperança do povo.
Parabéns a Campograndenews e que outros meios de comunicação sigam o exemplo e ajudem transformar a bárbara injustiça cometida em um facho resplandecente na luta em favor da plena democracia brasileira.

Qeum é inocente não tem medo da luz, não se enconde atrás do segredo de justiça para encobrir crimes e preservar falsamente a aparencia de onestidade que há muito deixou de cultivar.
Parabéns Campogrande news.
Valdemir Ribeiro Albuquerque, injustiçado, desempregado, porém, cheio de vontade de desmarcar os mentirosos no poder.
 
VALDEMIR RIBEIRO ALBUQUERQUE em 09/05/2011 12:59:53
Por que não levantam o segredo de justiça? Do que têm medo as autoridades? Acredito piamente nos agentes demitidos.
 
José Lins e Silva em 09/05/2011 12:24:11
Agora abra concursos para novos agentes penitenciarios, que nunca sai, e só fica com esses ai, dando dores de cabeça! Obrigada e Abraços ao Campo Grande News ..Att Jaqueline!
 
Jaqueline Novais em 09/05/2011 03:47:06
Ninguém é santo, mas tenho certeza absoluta que esse caras foram demitidos por que fizeram o que não deviam. Ademais, eles resolveram abrir o bico para levarem alguém junto com eles e assim, deixarem o caminho livre para o bandidos que estão preso no presídio federal fazerem o que bem entenderem.
 
Osmar Felinto em 09/05/2011 03:13:17
Quanta sujeira envolvendo autoridades hein! Essas pessoas ganham um bom salário mas nunca estão contentes, é preciso roubar, se corromper, vender sua dignidade e converter a sua conciência de que dinheiro público é assim mesmo, não tem dono, que se ele não o desviar, alguém certamente o fará. É triste pensar que em meio a tanta sujeira, tem famílias passando fome, sem casa, sem trabalho, sem saúde...Que Deus nos proteja desses opressores!!!
 
Lucas Andrade em 09/05/2011 01:00:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions