A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

27/10/2013 18:43

Demolição surpreende e população cobra definição sobre Cidade do Natal

Helton Verão
A obra, que está estimada entre R$ 100 e 150 mil, deve ser concluída até o dia 20 de novembro, na véspera da Festa das Nações, que ocorre no dia 21 e é promovida pela Maçonaria. (Foto: João Garrigó)A obra, que está estimada entre R$ 100 e 150 mil, deve ser concluída até o dia 20 de novembro, na véspera da Festa das Nações, que ocorre no dia 21 e é promovida pela Maçonaria. (Foto: João Garrigó)

Durante todo o domingo (27), mesmo embaixo de chuva, várias pessoas que passavam pela avenida Afonso Pena, em frente a agora demolida Cidade do Natal paravam para fotografar e descobrir o que tinha acontecido. A maioria tinha a impressão que se tratava de uma tragédia, mas quando descobriam que se tratava da demolição, questionavam porque não foi comunicada e se o novo espaço será útil por mais tempo e de forma definitiva.

“Precisamos de algo em definitivo, para não ter que ficar a cada gestão de um novo prefeito gastando o dinheiro público para reformas. E poderiam ter avisado a população que iriam fazer a demolição”, comenta a funcionária pública Marta Fagundes, 36 anos.

 

Marta e o marido pararam o carro para saber o que estava acontecendo (Foto: João Garrigó)Marta e o marido pararam o carro para saber o que estava acontecendo (Foto: João Garrigó)
Matheus e Guilherme passavam pelo local e acharam que se tratava de uma catástrofe (Foto: João Garrigó) Matheus e Guilherme passavam pelo local e acharam que se tratava de uma catástrofe (Foto: João Garrigó)

“Achei que a chuva tinha estragado, não sabia que iriam demolir”, conta Matheus Maia Palhano, 18. O primo de Matheus, Guilherme Maia, 18, pede mais espaço para eventos esportivos e direcionados à família. “Lembro de quando podíamos andar de bicicleta aqui, quando as manhãs vinham muitas famílias, estou sentindo falta disso”, responde o jovem.

Todos os entrevistados responderam no mesmo tom, de que não querem um espaço para apenas um mês e sim para todas as ocasiões do ano.

O prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP), comandou neste domingo (27) a demolição de parte da estrutura da Cidade do Natal, localizada nos altos da Avenida Afonso Pena. A ação visa reestruturar o que tem sido utilizado por usuários de drogas e virou até “motel”, para se tornar um espaço multiuso.

“Vamos reestruturar o espaço para que seja genérico e não só para o Natal. Para se utilize o ano todo. Se puder, vamos reaproveitar o que já existe”, garantiu o prefeito Alcides Bernal.

A obra, que está estimada entre R$ 100 e 150 mil, deve ser concluída até o dia 20 de novembro, na véspera da Festa das Nações, que ocorre no dia 21 e é promovida pela Maçonaria.



Não sou a favor da atual gestão da prefeitura, mas tenho que tirar o chapéu para este ato. A Cidade do Natal realmente sempre me pareceu mais uma forma de "sugar" valores pagos pela população. Afinal, uma estrutura tão medíocre e tão cara?
Isso é que é absurdo!
Acho que todos precisamos de espaço para atividades culturais contínuas, e não apenas por um mês!
 
Keissy carla em 28/10/2013 18:42:39
Pra que demolir?
Pq não usar as estruturas e adaptá-las para os outros ou outro projeto que se queira.
O que mais me surpreende é que tem muitas pessoas de acordo com isso.
Ora, se já havia um outro projeto, bastava adaptar esta mesma estrutura para os fins desejados.
Demoliram a cidade do natal, e aproveitaram para jogar dinheiro fora.
Sim, porque quem paga essa conta é o povo.
Não sou a favor nem contra a cidade do natal. Sou a favor de planejar melhor os gastos.
Sou a favor de que se discuta como usar melhor o dinheiro de impostos pagos pelo próprio povo.
 
Mari Rodrigues em 28/10/2013 14:30:16
É isso ai Bernal, continue assim! você vai ser prefeito de um mandato só mesmo.
 
Marcos Wild em 28/10/2013 13:54:42
É uma pena, me assuste ter um administrador que vive em função de picuinhas com administrações anteriores, chega, ja deu ja vão fazer quase um ano que esta na administração e não para com isso, embora muitos digam que era usado somente no natal, mas era onde familias podiam levar seus filhos na epoca do natal para cultivar o espirito natalino, se o problema era os vandalos era só colocar guarda, fiquei muito triste por mim e pela crianças carentes que sonhavam com o Papai Noel, Banda etc, Papai Noel agora só nos shoppings, e qualquer outra coisa que se tente fazer não vai atingir a comunidade carente, porque tinha até onibus gratuito para chegar no local. Ainda bem que não votei nesse candidato mas é uma pena ver a cidade se perder por uma pessoa tão despreparada.
 
Rosangela Ramos em 28/10/2013 11:10:47
enquanto isso não tem "abaixador de língua" e oxigênio nos postos de saúde. mas é claro que isso não é uma preocupação para o prefeito e sua incompetente equipe. Importante é, às vésperas do Natal, derrubar a Cidade do Natal. Uma mediocridade sem limites.
 
Carlos Henrique em 28/10/2013 10:25:57
Até que enfim uma coisa boa, parabens pela demolição Bernal, agora vamos ver o que vem no lugar e se vai haver alguma coisa para o natal que já tá aí né?
 
maximiliano nahas em 28/10/2013 09:56:58
Sejamos honestos, sem paixões ou compromissos financeiros ou políticos, mas a estrutura de compensado feita pelo ex-prefeito já estava podre mesmo e precisava ser refeita. São cinco anos e o material utilizado (e se gastou milhões nela) não era o adequado. A atual gestão é decepcionante em todos os aspectos, porém no caso em tela, algo precisava ser feito, espero que seja para melhor, desde que nosso precioso dinheirinho não seja gasto em vão.
 
Nelson Silva em 28/10/2013 09:49:41
O espaço só é utilizado no máximo três vezes ao ano. No mais fica a mercê de usuários de drogas e afins pois não há mais guardas no local ou até mesmo servindo de álibi para falar mal do prefeito. Só o fato de o local voltar a ser estacionamento já é de grande valia.
 
Smir Neves em 28/10/2013 00:18:09
Isso que o atual prefeito vai gastar é apenas 10% do orçamento gasto na ultima edição da cidade do natal ou cidade de um milhão como ficou conhecida. E se mostrou um efemeridade.
 
jesus ribeiro em 27/10/2013 23:29:40
Porque não se criar um espaço para o uso de som automotivo (controlado) para a galera curtir o seu som na paz.
 
Luciano Silgueiros em 27/10/2013 21:55:56
Cada um tem uma opinião, eu como eleitor nunca fui consultado sobre a construção disso, para demolir também nem quero saber. O povo nunca aprende a ficar neutro com essas criaturas da política. Eles não gostam de nós.
 
luiz alves em 27/10/2013 21:28:23
Espero que seja mesmo para um espaço cultural, pois precisamos sim de um lugar desses aberto todos os dias para o lazer da população, agora se destruir toda cidade do natal e não fazer nada, ai a população se reuni e bota a boca no trombone, vamos esperar né fazer o que , eu espero na vila do SUS porque não esperar, para ver o que vai dar.....
 
marli sampatti em 27/10/2013 19:48:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions