A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018

03/05/2012 09:26

Depois de Campo Grande, artefatos militares aparecem em Miranda e Bonito

Francisco Júnior

Desde o fim de semana, já fão seis casos registrados em todo o Estado

Policial carrega caixa com artefato. (Foto: Pedro Peralta)Policial carrega caixa com artefato. (Foto: Pedro Peralta)

Equipes da Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) estão na manhã desta quinta-feira (3) em Bonito e Miranda para recolherem dois artefatos militares encontrados por moradores dos dois municípios.

De acordo com subcomandante da Cigcoe, major Vagner Ferreira da Silva, os artefatos são semelhantes aos quatro encontrados em Campo Grande desde a semana passada. “Os moradores viram na imprensa e chamaram a Polícia’, informou o major. Segundo ele, as equipes seguiram para as duas cidades na madrugada de hoje.

Ontem (2), mais uma munição foi encontrada em uma casa na Vila Jacy. A moradora disse que estava em poder do objeto há mais de 30 anos. Ela não soube dizer como ele foi parar na casa dela.

Conforme o major, o artefato será detonado nesta quinta-feira, como os demais aprendidos na semana passada.

O caso veio à tona depois que um operário de uma obra do grupo Brooksfield, que está sendo construída no bairro Nova Campo Grande, encontrou um artefato durante uma escavação. José Ronaldo de Souza Ferreira, 26 anos, disse, que como não sabia o que era, lavou o objeto e mostrou para outros funcionários da obra. “Fui e levai. Não sabia o que era. Fiquei desfilando com ela não mão”, relatou.

Na mesma região, Jerusa Pereira dos Santos, 40 anos, também encontrou uma munição de canhão, só que há 15 anos, durante escavação de uma fossa na casa dela.

Na última segunda-feira (30), mais um artefato foi encontrado. Policiais recolheram em uma casa no Jardim Los Angeles. O morador entregou em contato com a Cigcoe afirmando que mantinha o mesmo tipo de munição que estava sendo divulgada pela mídia.

Segundo a Companhia, o morador só teve conhecimento do que se tratava após acompanhar a história dos moradores do bairro Nova Campo Grande, noticiada pelo Campo Grande News, no último sábado (28).

Os três artefatos já foram detonados.



Na minha infância nos ano 60 e 70 no Bairro Taveirópilis a gente quebrava coquinho para comer castanha no quintal de casa me lembro que tinha uma só a capsula a outra era completa não esta mais lá.
 
Meire Pereira de Souza em 03/05/2012 11:21:12
Será que não tinha um jeito de desarmar sem detonar?? Estão dizendo que são remanecentes da guerra do Paraguai. Será que não estão explodindo a hístória do MS?? Cadê oshistoriadores da UFMS. Atenção com a nossa hístória!!
 
Terencio Nunes em 03/05/2012 10:59:01
moises soares estude antes de falar. As Forças Armadas Brasileeiras SEMPRE demonstraram eficiência. Quero ver as pessoas assistidas nas catástrofes dizerem isso!
 
Gustavo Ribeiro em 03/05/2012 07:59:28
ou resolvem isso logo , porq senão familias podem ser destruida mesma com uma munição dessa.ai além de explicação vamos querer justiça.exercito é um bando de amadores.poucos são profissionais.
 
moises soares em 03/05/2012 04:59:26
é o exército em treinamento , ja aconteceu casos parecidos em q o exécito abafou o caso para nao da midia , alguns fazendeiros de miranda reclamarao q munições atigiam suas fazendas , aonde isso vai parar quando morrer alguem.Espero q eu esteja errado e q o exército não tenha nada ver {mas quem tem canhão é só o exercito} queremos uma explicação.
 
moises soares em 03/05/2012 04:54:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions