A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Agosto de 2019

07/05/2019 11:34

Descredenciamento da Unimed a Santa Casa afeta saúde pública, diz prefeito

Na última semana a cooperativa de saúde, anunciou que o os atendimentos dos pacientes pelo plano de saúde na Santa Casa não serão

Fernanda Palheta e Mirian Machado
O prefeito Marquinhos Trad participou da abertura da Campanha Maio Amarelo (Foto: Marina Pacheco)O prefeito Marquinhos Trad participou da abertura da Campanha Maio Amarelo (Foto: Marina Pacheco)

O descredenciamento da Unimed Campo Grande ao Hospital da Santa Casa de Campo Grande, anunciado na última semana, irá afetar a saúde pública. É o que afirmou o prefeito da Capital, Marquinhos Trad (PSD), na manhã desta terça-feira (7), durante a abertura da Campanha Mai Amarelo.

“Fazendo isso vão buscar credenciamento nos seus próprios hospitais e sobra para prefeitura”, apontou Trad. Com o fim do convenio do Hospital e da Cooperativa, o prefeito destacou que estão “tentando buscar consenso, embora não demos causa a nada”.

O prefeito ainda destacou que a prefeitura está em dia com a Instituição. “Pela primeira vez durante quase 30 meses seguidos nunca tivemos problema de repasse com a Santa Casa”, destacou Marquinhos.

Descredenciamento

A partir da próxima segunda-feira (13), os atendimentos dos pacientes pelo plano de saúde não serão mais feitos na Santa Casa. Em comunicado divulgado no último domingo (5), a Unimed Campo Grande afirmou que os pacientes serão redirecionados para “o Hospital Unimed Campo Grande e aos demais prestadores credenciados".

Uma reunião estava marcada para esta segunda-feira (6), quando seria definida alguma solução. Mas segundo a Santa Casa, o encontro foi cancelado. A assessoria do hospital alegou que a que o contrato traz prejuízo diante do valor pago pela Unimed a título de consultas e procedimentos cobertos pelo plano de saúde - valores e quantidade de pacientes atendidos não foram informados.

Ainda de acordo com a Santa Casa, a Unimed de Campo Grande deve “mais de R$ 1 milhão” em procedimentos realizados pelos conveniados no hospital.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions