A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

28/10/2013 11:23

Devotos agradecem por milagres ao santo das causas desesperadas

Viviane Oliveira
Gabriel agradecia ao santo pelas bençãos que recebeu e ia aproveitar para pedir ajuda para reconquistar a ex-namorada. (Foto: Cleber Gellio) Gabriel agradecia ao santo pelas bençãos que recebeu e ia aproveitar para pedir ajuda para reconquistar a ex-namorada. (Foto: Cleber Gellio)

Há 23 anos, o garçom e barmen Gabriel Alexandre Ovando, 44 anos, é devoto de São Judas, patrono dos aflitos e padroeiro das causas desesperadas. Hoje, dia do santo, Gabriel acendeu uma vela de 7 dias na Paróquia São Judas Tadeu, em Campo Grande, para agradecer as bênçãos que recebeu e tem recebido ao longos dos anos.

Certa vez, diz o devoto, havia acabado de chegar em São Paulo e pediu para ao santo que o ajudasse a conseguir um emprego. Depois de cinco dias na cidade, Gabriel foi empregado em um dos maiores bufês do Brasil. “Lá fiquei durante 6 anos trabalhando com os judeus, além disso adquiri mais experiências na minha área”, diz.

Também devota do santo, a aposentada Francisca Sevério da Silva, 64 anos, conta que todo o ano comemora as benções que tem recebido na igreja, que leva o nome do santo. “Muito católica, Francisca relembra que São Judas, a pedido dela, ajudou uma das filhas a conseguir um emprego. “Ela tinha dificuldade para arrumar emprego e depois teve problemas com o marido. São Judas a ajudou e hoje ela está bem morando com o filho em Nioaque”, comemora a devota.

Francisca acendeu três velas para o santo e em casa ia continuar agradecendo. “Vou passar por uma cirurgia no útero e tenho certeza que São Judas vai olhar por mim”, diz.

A imagem de São Judas é representada segurando um livro, simbolizando a palavra de Deus, e uma machadinha, pois o santo foi morto a golpes de machado por sacerdotes pagãos, porque se recusou a prestar culto à deusa Diana.

Dona Margarita conta que é devota do santo desde menina. (Foto: Cleber Gellio) Dona Margarita conta que é devota do santo desde menina. (Foto: Cleber Gellio)

Em frente da imagem, rezando um terço, a dona de casa Margarida Castro Rondon, 73 anos, conta que é devota de São Judas desde menina. “Eu peço pelos filhos e netos, quanto a mim só tenho a agradecer a Deus e ao santo, pois me considero uma pessoa abençoada”, destaca.

A primeira missa na igreja começou às 7h30, mas há uma programação extensa para comemorar a 25º Festa do Padroeiro na Paróquia São Judas Tadeu, que fica na Rua Fernando Augusto Correa da Costa, nº 58, no bairro Jardim América.

Ao meio-dia, será a novena e adoração ao Santíssimo Sacramento, às 16h, celebração da Eucaristia. Às 19h30, procissão com a imagem do padroeiro e missa presidida por Dom Anuar Battisti, arcebispo metropolitano de Maringá (PR).

Para finalizar a noite em grande estilo, às 21h30, os fiéis comemoram o grandioso e tradicional festejo no salão paroquial e no pátio da comunidade.




Certos comentarios seriam desnecessarios, são apenas imagens dos santos e, nunca
idolos nem deuses, é triste pessoas pensarem ao contrario. Temos carinho pelas
imagens assim como temos carinho por fotos de entequeridos ou de pessoas que
estao distantes, temos total certeza que Deus é unico.
 
vera souza em 28/10/2013 16:09:32
Ola, reflita: "Não se voltem para os ídolos nem façam para vocês deuses de metal. Eu sou o ­Senhor, o Deus de vocês.
Levítico 19:4

Os ídolos deles, de prata e ouro,
são feitos por mãos humanas. Têm boca, mas não podem falar;
olhos, mas não podem ver; têm ouvidos, mas não podem ouvir;
nariz, mas não podem sentir cheiro; têm mãos, mas nada podem apalpar;
pés, mas não podem andar;
e não emitem som algum com a garganta. Tornem-se como eles aqueles que os fazem
e todos os que neles confiam.
Salmos 115:4-8
 
marcos henrique em 28/10/2013 12:14:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions