A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Janeiro de 2018

29/04/2014 12:28

Dnit aciona equipe técnica após denúncia de obra mal feita na BR-163

Aline dos Santos
Obra é refeita após quatro meses. (Foto: Cleber Gellio)Obra é refeita após quatro meses. (Foto: Cleber Gellio)

A superintendência do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) acionou a equipe técnica após a denúncia do Campo Grande News sobre a qualidade da obra executada na BR-163, próximo à avenida Guaicurus, na Capital.

Ontem, a CCR MS Via, que ganhou leilão para explorar pedágios na rodovia por 30 anos, começou a refazer recapeamento em um trecho de 700 metros. A mesma obra foi realizada pelo Dnit, portanto custeada por dinheiro público, em dezembro de 2013. Conforme a concessionária, a obra é refeita por questão de segurança.

Por meio da assessoria de imprensa, o Dnit informou que acionou equipe técnica para verificar se o ponto citado pela reportagem sofreu intervenção de recapeamento recentemente, “tendo em vista que nesse local alguns segmentos receberam diferentes tipos de serviço”.

Ainda de acordo com o órgão, a “solução implantada pela empresa CCR MS Via pode compreender outros tipos de serviços que não cabiam ao DNIT executar”.

A pista com desnível motivou reclamação dos motoristas. Na época, funcionários da Cootrapan, cooperativa de transporte, precisaram gastar R$ 3 mil para fazer a correção do desnível do asfalto. O temor era que as falhas causassem tombamento dos veículos.

Segundo o MPF (Ministério Público Federal), o órgão pode agir caso provocado pelo TCU (Tribunal de Contas da União) ou denúncia. Segundo a assessoria de imprensa, a notícia do Campo Grande News será repassada ao procurador responsável pela área, que está de férias.

As nove praças de pedágios terão tarifas entre R$ 3,20 e R$ 4,90. No entanto, o valor terá reajuste anual com base no IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions