A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/04/2014 10:54

Após quatro meses, CCR refaz obra mal feita pelo Dnit na BR-163

Aliny Mary Dias
Obras iniciais na Capital terminam em três semanas (Foto: Cleber Gellio)Obras iniciais na Capital terminam em três semanas (Foto: Cleber Gellio)

Os trabalhos iniciais que preparam trechos da BR-163 para as obras de duplicação começaram nesta segunda-feira (28) em alguns pontos da rodovia que corta o Estado de norte a sul. Em Campo Grande, no macroanel rodoviário, na região da Avenida Guaicurus, um percurso de 700 metros será nivelado e recapeado pela CCR MSVia apesar da mesma obra ter sido feita em dezembro do ano passado pelo Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).

O maquinário e os operários que ficarão três semanas no trecho recuperando a via começaram os trabalhos às 6 horas. Um dos gestores da obra, Keller Rodrigues, explica que o foco da ação no local é a regularização da rodovia.

“Já tinha um desnível, degraus na pista. É uma questão de segurança, nós vamos fazer a retirada do asfalto, o nivelamento e depois faremos uma nova capa asfáltica”, diz Rodrigues.

O curioso da obra é o fato de o mesmo local ter passado por obras recentes, em dezembro do ano passado. Equipes do Dnit recuperaram o trecho, mas o desnível na pista foi motivo de reclamação de muitos motoristas.

Maquinário retira asfalto antigo e nivela pavimentação (Foto: Cleber Gellio)Maquinário retira asfalto antigo e nivela pavimentação (Foto: Cleber Gellio)

Na época, funcionários da Cootrapan, cooperativa de transporte, precisaram gastar R$ 3 mil para fazer a correção do desnível do asfalto. O temor dos caminhoneiros era que as falhas causassem tombamento dos veículos.

Obras – O gestor dos trabalhos explica ainda que as atividades serão desenvolvidos durante todo o dia no percurso e interdições são feitas ao longo da pista. “Nós estamos orientando os motoristas a ter paciência, temos uma sinalização bastante eficiente e precisamos fazer o esquema ‘siga e pare’ para concluir a obra”, completa.

Em todo o Estado, 17 equipes que somam 200 operários fazem trabalhos iniciais que compreendem limpezas da pista e recuperação de trechos com asfalto danificado.

O início da duplicação da rodovia está previsto para o mês de maio em oito pontos do Estado. O prazo de conclusão total da obra, conforme contrato estabelecido entre a concessionária e o governo, é de 5 anos.

Em conjunto com o início das obras em maio, também serão colocados em prática os serviços desenvolvidos pelas Bases de Serviço e Atendimento. Serão postos distribuídos pela via com guincho, ambulâncias e banheiros à disposição dos motoristas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions