ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, SÁBADO  02    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Dono de oficina foi pego de surpresa com filho refém e sangue de bandido morto

Mecânico não sabia que o filho, que também é proprietário do local, ficaria de tocaia para pegar ladrão

Ana Oshiro e Mariely Barros | 06/09/2022 10:19
Bandido, ainda não identificado, foi baleado três vezes dentro de oficina (Foto: Henrique Kawaminami)
Bandido, ainda não identificado, foi baleado três vezes dentro de oficina (Foto: Henrique Kawaminami)

Ao chegar para trabalhar na manhã desta terça-feira (6), um mecânico de 52 anos foi pego de surpresa ao saber que o filho, de 29 anos, havia sido feito refém de um bandido dentro da oficina onde os dois trabalham, na Avenida Guaicurus, no Jardim Colibri, em Campo Grande.

"Cheguei e vi sangue aqui dentro, logo depois minha esposa ligou e contou o que havia acontecido. Minha enteada que viu no jornal e avisou ela, contando que meu filho tinha sido feito refém e que o bandido foi morto aqui dentro pela polícia. Não consegui falar com meu filho ainda, ele não atende o celular, mas minha família avisou que ele está bem e em casa", contou o mecânico, que pediu para não ser identificado.

Durante a madrugada o filho dele se escondeu perto da oficina para tentar flagrar os furtos que estavam acontecendo no local. Ele viu o momento que o bandido invadiu a oficina pelo telhado, pediu ajuda para acionar a polícia e foi abordar o ladrão sozinho, mas acabou feito refém.

Manchas de sangue na calçada de oficina, na manhã desta terça-feira (Foto: Henrique Kawaminami)
Manchas de sangue na calçada de oficina, na manhã desta terça-feira (Foto: Henrique Kawaminami)

A Polícia Militar chegou e pediu para o bandido largar a arma e se entregar, mas não obedeceu. Quando a vítima, que ainda estava rendida, conseguiu se desvencilhar e fugir, o bandido atirou contra os policiais, que revidaram e atingiram o ladrão com três tiros no peito.

"Já entraram umas cinco vezes aqui, levaram fiação, ferramentas de trabalho, baterias de carro. Não registramos boletim de ocorrência porque é melhor não mexer com esse pessoal, eles não tem nada a perder. A gente trabalha pra construir de novo", explicou o proprietário do local.

O mecânico ainda reprovou a atitude do filho. "Não sabia que meu filho ia ficar de tocaia aqui, se eu soubesse, não iria apoiar, porque isso é trabalho da polícia", desabafou o homem. O bandido chegou a ser socorrido para o Hospital Regional, mas não resistiu e morreu, ele ainda não foi identificado.

Nos siga no Google Notícias