A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Abril de 2019

07/04/2019 13:45

Dos 19 acidentes com mortes em 2019, 13 ocorreram após as 18h

A maioria das vítimas, 65,53%, é formada por homens com idades entre 24 a 36 anos

Viviane Oliveira
Carro caiu no Rio Anahnduí e o condutor morreu no local (Foto: Henrique Kawaminami)Carro caiu no Rio Anahnduí e o condutor morreu no local (Foto: Henrique Kawaminami)

De janeiro até o dia 5 de abril, dos 19 acidentes com mortes em Campo Grande, 13 aconteceram após as 18h, nas principais avenidas e ruas da cidade. Um dos casos registrados na madrugada do dia 31 de março, no cruzamento das ruas Praia Grande e Jandaia do Sul, no Jardim São Conrado, acabou com a morte de mãe e filha.

As duas voltavam para a casa numa Yamaha 150 Fazer, quando a mãe perdeu o controle da direção e atingiu um muro. Andreza Campos, 24 anos, morreu no local. A filha dela, Alice Colman Loureiro, 7 anos, chegou a ser socorrida, mas morreu dias depois no hospital. Os motociclistas lideram os casos de mortes no trânsito com 11 casos, seguidos de ciclistas (3), condutores (3) e pedestre (1). Os dados são do BPMTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito).

Os acidentes fatais foram na Avenida Cônsul Assaf Trad (20h30), na Rua Palmeirais (1h50), Avenida do Poeta (11h35), Avenida Duque de Caxias (20h), Avenida Guaicurus (23h40), Rua Lino Villacha (18h20), Avenida Duque de Caxias (18h05), Rua 25 de Dezembro (3h57), Avenida das Bandeiras (12h15), Avenida Afonso Pena (9h36), Avenida Doutor Nasri Siufi (18h53).

Bombeiros e socorristas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) no local de acidente que terminou com a morte do guarda municipal (Foto: Henrique Kawaminami) Bombeiros e socorristas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) no local de acidente que terminou com a morte do guarda municipal (Foto: Henrique Kawaminami)

Também há registro na Avenida Vereador Thyrson de Almeida (23h20), Avenida Júlio de Castilho (5h16), Avenida Gury Marques (5h50), Rua Leão Zardo (10h25), Rua Praia Grande (2h04), Avenida Prefeito Lúdio Martins Coelho (19h30) e Rua Cachoeira do Campo (10h05).

Em janeiro foi registrada (uma morte), em fevereiro (oito mortes), em março (oito mortes) em abril (uma morte). Em três meses, no total, foram 2.473 acidentes, sendo 1.184 com vítimas e 19 óbitos. A maioria das vítimas, 65,53%, é formada por homens com idades entre 24 a 36 anos.

Mortes - Na manhã de quinta-feira (4), Gabrielly dos Santos Domingues, 14 anos, morreu após ser atingida por um caminhão carregado de gás. A adolescente seguia de bicicleta no mesmo sentido que o veículo, quando no cruzamento das ruas Cachoeira do Campo com a Gaia foi atingida durante conversão à direita.

Às 23h20 do dia 21 de março, Franklin William Mendonça de Barros Sampaio, 24 anos, morreu após o veículo que dirigia cair no Rio Anhanduí, no Bairro Aero Rancho. Sete dias depois, o guarda municipal Everton Alves da Silva, 30 anos, colidiu a motocicleta que dirigia contra uma árvore, na Avenida Gury Marques.

No dia seguinte, Lucas Barbosa dos Santos, 22 anos, não resistiu aos ferimentos depois de se envolver em acidente com caminhão, no cruzamento das ruas Leão Zardo com a General Ângelo Frulegui da Cunha, no Jardim São Conrado. Segundo boletim de ocorrência, Lucas seguia numa CB300, quando desequilibrou e caiu ao tentar ultrapassar um caminhão usado para recolher caçamba de entulho. (Matéria alterada às 15h42 para correção de informação)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions