A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

29/12/2011 07:22

Em 12h de buscas, bombeiros não encontram menino e resgate será retomado 7h30

Paula Maciulevicius

Lixão estava com 7m de profundidade. Bombeiros escavaram 700m² e ainda não localizaram menino. (Foto: João Garrigó)Lixão estava com 7m de profundidade. Bombeiros escavaram 700m² e ainda não localizaram menino. (Foto: João Garrigó)

O trabalho de buscas do Corpo de Bombeiros pelo menino de 10 anos, soterrado no lixão de Campo Grande foi até às 4h55 da manhã. Em 12h de procura, os bombeiros conseguiram escavar aproximadamente 700 metros quadrados, mas ainda não localizaram a criança.

Todo o empenho foi acompanhado de perto pela mãe, tia e pai do menino. Segundo o capitão André Vitório Munhoz Rosa de Oliveira, a mãe, Lucilene Correia, de 31 anos, estava muito nervosa.

A pausa no serviço de buscas é para recompor o maquinário, uma das máquinas precisa abastecer e outra repor uma peça. O quartel da Costa e Silva, responsável pela área vai retomar o serviço às 7h30.

A procura foi noite adentro com a ajuda de um gerador que pode iluminar o serviço. O trabalho vai continuar com a equipe que assume o plantão agora.

História - O desmoronamento de parte do lixão na saída para Sidrolândia, em Campo Grande, soterrou uma criança, na tarde desta quarta-feira. O menino de 10 anos estava junto com outras crianças num lugar chamado de barranco, dentro da montanha de lixo.

A busca começou por volta das 16h30, após trabalhadores verem a criança ser soterrada. No local estiveram três ambulâncias do Corpo de Bombeiros e uma do Samu (Serviço Móvel de Atendimento de Urgência). Catadores de lixo que atuam no local viram quando as crianças estavam no barranco e um caminhão chegou para despejar entulho.

O lixo foi empurrado para o barranco por uma máquina, como é praxe e, nesse momento, conforme contaram os trabalhadores, houve o desmoronamento em direção às crianças. A maioria conseguiu escapar, menos duas, entre eles o garoto que está sendo procurado.

Segundo o relato feito pelos trabalhadores às equipes de socorro, um dos meninos conseguiu sair da montanha de lixo e fugiu. A presença de crianças no local é proibida, embora as denúncias sejam frequentes.

Onze trabalhadores estavam no barranco, que é considerado um lugar perigoso do lixão, e por isso poucas pessoas se arriscam a trabalhar lá. Segundo os catadores, o local está sem seguranças que impeçam a entrada de crianças, que é proibida.



É e agora será que a prefeitura irá por um fim nessa vergonha chamada de lixão! tragedia anuciada.
 
sandra lima em 29/12/2011 09:44:08
Até quando nossa Cidade Morena, tão exaltada pela proximidade com o Pantanal e qualidade de vida, vai testemunhar pessoas trabalhando no lixão?
Coleta seletiva de lixo e apoio a cooperativas de reciclagem ajudariam?
 
Elânio Rodrigues em 29/12/2011 09:34:17
nossa isso é uma vergonha para nosso cidade, uma criança ser soterrada por lixo é importante que nosso governador e o prefeito de campo grande leia essa matéria, pra ele ver como eles estão administrando nossa cidade,
 
frederico dos santos costa em 29/12/2011 09:02:32
isso foi mais uma terrivel fatalidade que aconteceu em meio a muitas que infelismente acontece todo os dias com nossas crianças . que deus venha conforta os coraçao dessa familia que acaba de perder um filho .
 
josilene bispo silva em 29/12/2011 05:44:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions