A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

15/10/2015 17:45

Em um ano, CCR encontrou de sofá a trompete jogados na BR-163

Ricardo Campos Jr.
Gestor da CCR apresenta balanço do primeiro ano de concessão (Foto: Gerson Walber)Gestor da CCR apresenta balanço do primeiro ano de concessão (Foto: Gerson Walber)

Encontrar objetos jogados em rodovias, alguns na pista de rolamento, é mais comum que se imagina. Funcionários da CCR MS Via encarregados de percorrer diariamente trechos da BR-163 já recolheram restos de pneus, sofá, televisão e até mesmo um trompete. Esse tipo de ocorrência ocupa o primeiro lugar no ranking de atividades desenvolvidas pelo SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário) no primeiro ano de privatização da pista.

Dados divulgados pela empresa em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (15) revelam que entre outubro de 2014 até o momento já foram 39.916 serviços desse tipo, o que corresponde a 29,2% do total de atendimentos feitos pelo setor.

O número chega a ser maior do que os serviços em decorrência de problemas mecânicos nos veículos, 22.436 durante o ano (16,4% do total). Nesse período também foram recolhidos 11.158 animais andando pelo asfalto afetando a segurança tanto da fauna quanto dos motoristas.

A empresa também ajudou 5.372 condutores a trocarem pneus, 3.348 pessoas que ficaram sem combustível e orientaram 2.455 motoristas que estavam parados indevidamente no acostamento.

O gestor de atendimento Fausto Camilotti explica que a empresa conta com 17 bases operacionais da SAU. A unidade de numero dez, localizada em Campo Grande, tem maior fluxo de trabalho, concentrando 9,9% dos atendimentos.

Curioso – O instrumento pertencia ao regente da orquestra da Congregação Cristã do Brasil. O objeto, segundo a CCR, estava guardando dentro de uma caixa, onde havia um hinário, partituras e um número de telefone.

A partir do contato, eles encontraram o dono: Edjunior Amaral dos Santos, de 17 anos. Ele saiu de férias com a família até Cuiabá. Após uma longa viagem, pararam em Jaraguari (MS) para lanchar e pegar alguns pertences em suas bagagens, onde estava o estojo com o trompete.

Nesse momento, o instrumento da marca Eagle com afinação em si bemol e avaliado em torno de R$ 2 mil, caiu do carro. “Quando ele me disse que não tinha ficado lá, suspeitamos que tivesse caído na estrada, já sem esperança de reavermos. Ficamos só na torcida que uma boa pessoa encontrasse e devolvesse.”, conta o pai do adolescente, Edvaldo Gomes do Amaral.

O funcionário da CCR que encontrou o trompete, viajou até Paranavaí/PR para entregar o instrumento e conhecer Edjunior, que agradeceu emocionado. “Não tenho palavras para agradecer a toda equipe que se mobilizou para me entregar o instrumento. É um gesto que tem muita importância pra mim. Esse trompete tem um valor emocional pra mim muito maior que o material, e eles fizeram questão de vir pessoalmente entregar”.

Funcionário da CCR devolve trompete a jovem músico (Foto: divulgação / arquivo)Funcionário da CCR devolve trompete a jovem músico (Foto: divulgação / arquivo)

Números – Entre outubro de 2014 e 2015, houve queda de 29% na quantidade de acidentes com mortos em relação ao mesmo período em anos anteriores. Conforme levantamento da empresa, foram 46 ocorrências registradas durante a concessão contra 65 entre 2013 e 2014. Quanto ao número de mortos, a redução foi de 32%.

As equipes da CCR já fizeram 3.779 atendimentos médicos na rodovia, dos quais 29,2% (1.588) correspondem a acidentes sem vítimas; 16,4% (1.211) foram ocorrências com vítimas; 16,2% (816) tiveram apenas atendimento clínico e apenas 8,2% (90) resultaram em mortes.

Também foram registrados 58 atropelamentos com feridos e 16 com óbitos, o que correspondem a 7,3% e 4,2% do total, respectivamente.

Entre os atendimentos para socorro mecânico, a maioria (45,5%) tem relação com algum tipo de pane nos automóveis, enquanto 10,9% correspondem a trocas de pneus, 6,8% a pane seca (falta de combustível), 4% super aquecimento do motor, 3,2% pane elétrica e 1,8% a baterias descarregadas.

Melhorias – Camilotti ressaltou que já foram entregues quase 900 quilômetros de duplicação. A meta da empresa é que em cinco anos, toda a BR-163 tenha duas pistas. Segundo ele, estão em andamento obras desse tipo em trechos da pista nas cidades de Dourados, Rio Brilhante, Anhanduí, Jaraguari, São Gabriel do Oeste, Coxim, Pedro Gomes e Sonora.

Várias obras têm esbarrado em procedimentos burocráticos, como a obtenção de licenças ambientais. O gestor garante que tratativas com o poder público estão sendo feitas para que não haja adiamentos futuros na entrega das duplicações.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions